uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Nova Comissão da Sardinha Assada aposta na tradição sem descurar a inovação
FUTURO. Novos sardinheiros têm entre os 20 e os 35 anos

Nova Comissão da Sardinha Assada aposta na tradição sem descurar a inovação

Grupo vai preparar a Festa da Amizade e da Sardinha Assada de 2018 em Benavente e quer que o programa do 50º aniversário seja marcante. André Primo é o novo presidente.

Edição de 26.07.2017 | Cultura e Lazer

Trazer a tradição de volta e colocar as pessoas da terra nas ruas. É o que pretende a nova Comissão da Festa da Amizade e da Sardinha Assada de Benavente que para o ano celebra as suas bodas de ouro. Constituída, desta vez, por 21 elementos, esta comissão não revela, para já, as ideias que tem em cima da mesa mas adiantou a O MIRANTE que querem que a Festa da Sardinha Assada de 2018 tenha no seu cartaz um cantor nacional e algo grandioso que nunca foi feito antes, para marcar os 50 anos de existência.
Quanto à polémica acerca dos “toiros de fogo” no certame deste ano, o novo presidente da Comissão da Festa da Amizade, André Primo, admite que houve um “exagero naquilo foi dito” tanto nas redes sociais como pelos órgãos de comunicação social, mas confessa que não irá repetir a actividade, pois o importante está “na busca do que era feito há 30 anos atrás” e não nesse tipo de novidades.
A inovação vai ser, sobretudo, na aposta forte na divulgação do evento, nomeadamente nas redes sociais, no cartaz, nos folhetos e no site, onde terá “um catálogo de produtos sempre vendáveis durante o ano”, de acordo com o presidente da nova comissão que tomou posse no sábado, 22 de Julho. Um evento que decorreu na sede do grupo, em Benavente, e que contou com a presença dos ‘sardinheiros’ de 2017 e das ‘sardinetes’ da actual comissão, as namoradas e as esposas destes novos elementos que são “imprescindíveis” na organização das actividades durante o ano, pois “são elas que vão para a cozinha”, explica André Primo.
Este ano, por estar a celebrar 50 anos, a anterior comissão decidiu convidar 21 elementos. Um grupo em que o membro mais novo tem 20 anos e o mais velho 35 anos e em que apenas um dos membros não é natural do concelho embora resida em Benavente.
Quanto ao convite de que foi alvo, o novo presidente da Comissão da Festa da Amizade refere que surgiu por parte de um dos tesoureiros da antiga comissão e também parceiro no andebol desde pequenos, João Carlota. Apesar de, no início, ter recusado, no final, acabou por aceitar por sentir que “alguém estava a passar uma coisa a quem ele queria”.

Um homem da terra
André Primo, 35 anos, nasceu e reside em Benavente. A trabalhar como chefe de equipa de uma empresa multinacional que faz peças de automóveis em Samora Correia, confessa que não é daqueles “que têm os toiros no sangue”, mas por o seu avô ser um campino sempre esteve ligado à festa brava e continua a ir às picarias. Já o desporto sempre esteve entre as suas predilecções, praticando desde jovem. Primeiro começou no futebol e depois trocou pelo andebol. Hoje faz parte da equipa de veteranos da Associação Desportiva e Cultural de Benavente (ADCB), a única equipa da região com esta categoria. Casado com uma benaventense, confessa que este gosto pela terra e pelas tradições já parece estar no sangue da família, confessando que não falta vontade ao seu filho de também vestir a camisola. “Ele também quer um dia fazer parte desta comissão”, diz.

Nova Comissão da Sardinha Assada aposta na tradição sem descurar a inovação

Mais Notícias

    A carregar...