Gonçalo Pereira é o inventor do primeiro Gin com identidade ribatejana

Gonçalo Pereira é o inventor do primeiro Gin com identidade ribatejana

Gonçalo Pereira recebeu o Galardão Jovem Empresário do Ano. Filho de lavradores conhece desde criança as dificuldades do sector agrícola e diz que isso foi algo que o marcou para a vida.

Gonçalo Pereira estreou-se na área da consultoria agrícola há 12 anos após ter concluído a licenciatura em Engenharia Agrária, na Escola Superior Agrária de Santarém.
Durante dois anos prestou apoio a uma empresa agrícola holandesa, focando-se no estudo das características climáticas do Ribatejo para a produção de couve-coração.
Em 2006 criou a sua própria empresa, a VGT Portugal, Ldª, sediada na Zona Industrial de Alpiarça, e começa a produzir abóbora e couve-coração, vendendo para clientes da Holanda, Alemanha, Itália e Inglaterra.
A evolução foi positiva e hoje a produção da VGT Portugal é feita em cerca de 600 hectares de terreno agrícola. A empresa emprega mais de meia centena de funcionários e é a maior produtora de couve-coração da Península Ibérica.
Filho de lavradores, Gonçalo Pereira conhece desde criança as dificuldades do sector agrícola e diz que isso foi algo que o marcou para a vida. Acredita que só com trabalho, esforço e dedicação se consegue ir mais longe no universo empresarial e diz vencer as dificuldades que se lhe atravessam no caminho mantendo uma atitude positiva e uma ambição desmedida. A sua principal motivação é o bem-estar da sua família.
Em 2013 abraçou um novo projecto empresarial com a criação da MVPGIN, Lda. Foi nesta destilaria de autor, situada nas Fontainhas, em Santarém, que nasceu o primeiro gin ribatejano para dar resposta a um problema de sustentabilidade ambiental, resultante do desperdício de alimentos provenientes da agricultura.
O Gotik Gin teve a sua primeira edição em 2017 com a designação Santa Clara. No lado de fora da garrafa vêm inscritas a dourado as coordenadas da Igreja de Santa Clara, em Santarém, pormenores que realçam o seu cunho e identidade. Dentro da garrafa repousa o líquido feito a partir de um conjunto de sete destilações artesanais.
Até ao final de 2018, adianta o empresário, vão ser lançadas duas novas edições do Gotik Gin. A referente à Igreja da Graça e a dedicada ao Convento de São Francisco. A intenção é surpreender, tanto ao nível do sabor como em termos de valor de mercado.
A VGT Portugal é prejudicada pela nova empresa, que acaba por complementá-la em termos de utilização de produtos da agricultura. Gonçalo Pereira quer consolidar a VGT no mercado da exportação, mantendo a mesma carteira de clientes e o crescimento que até agora tem sido de dois dígitos anuais.
Quanto à MVPGIN, que ainda está a dar os primeiros passos nas redes de grande distribuição nacionais, o empresário diz que irá ser também um projecto de sucesso e acrescenta, em jeito de auto-motivação, que o futuro pertence àqueles que traçam o seu caminho com objectivos e determinação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo