uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Bairros sociais não podem estar fechados sobre si próprios
Executivo de Alberto Mesquita está a investir forte na requalificação dos bairros sociais do concelho de Vila Franca de Xira

Bairros sociais não podem estar fechados sobre si próprios

Vila Franca de Xira quer acabar com “estigma dos pobrezinhos”. Presidente de Vila Franca de Xira quer fazer dos bairros sociais lugares tão bons ou melhores que os restantes para viver e acabar com estigmas que ainda existem. Bairro de Povos elogiado como exemplo de integração bem sucedida.

Edição de 12.12.2018 | Sociedade

O presidente da Câmara de Vila Franca de Xira quer acabar com o que diz ser o “estigma dos pobrezinhos” e com a ideia generalizada de que os bairros sociais (PER - Programas Especiais de Realojamento) do seu concelho têm de ser lugares segregados e isolados dos restantes.
Alberto Mesquita quer acabar com os estigmas que ainda existem e por isso defende que estes bairros não podem estar fechados sobre si próprios e, pelo contrário, devem estar na primeira linha de uma integração comum com outras áreas de residentes. Sendo, na sua opinião, fundamentais as obras em curso para dotar estes bairros de melhores condições de habitabilidade e dignidade.
“Num determinado contexto foi preciso resolver as questões da necessidade de encontrar habitação para toda a gente que precisava e que queria vir para cá trabalhar. Mas a ideia do que é um bairro social é algo que deve ser repensado. Não é uma solução de futuro ter bairros fechados sobre si próprios mas sim abertos entre si”, defende.
O autarca vive na zona da Chasa, em Alverca, outrora um bairro criado pela antiga cooperativa de habitação Promocasa. Hoje toda a comunidade daquela zona convive bem entre si. “Depois de qualificado, tem sido um bairro integrado e como qualquer outro. É um exemplo que deve ser replicado noutras zonas. As pessoas têm o direito a uma habitação digna. Povos [Vila Franca de Xira] é outro caso interessante, nasceu toda uma urbanização à volta do bairro de gente que trabalha em diversas áreas, incluindo no hospital”, notou.
Este ano, o executivo de Alberto Mesquita tem feito um investimento forte na requalificação e modernização dos bairros sociais do concelho, havendo o objectivo de, entre 2018 e 2019, reabilitar 166 fogos nos bairros da Quinta da Piedade e Povos, obras que estão em curso.

Compra de lotes permite melhorar acesso a escola
O autarca falou do assunto na última reunião pública de câmara a propósito da discussão e aprovação de uma proposta de compra de três lotes de terreno na urbanização de Arcena, Alverca, destinadas a melhorar a entrada da escola básica do Bom Sucesso. “O objectivo é melhorar a entrada da escola, tornando-a mais larga, realizar embelezamentos na zona e há a intenção dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento demolirem o depósito abandonado de água que ali existe e estudarmos a possibilidade de fazer também nessa zona uma bolsa de estacionamento”, explica Alberto Mesquita.
A concretização desses trabalhos é uma reclamação antiga da comunidade educativa, tal como O MIRANTE já noticiou, porque existem dificuldades de acesso rodoviário, pedonal e de emergência à escola.

Bairros sociais não podem estar fechados sobre si próprios

Mais Notícias

    A carregar...