uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Salas do futuro são um desafio estimulante para alunos e professores
Pedro Magalhães Ribeiro afirmou que professores deviam ser mais reconhecidos

Salas do futuro são um desafio estimulante para alunos e professores

Cartaxo recebeu apresentação pública do projecto que está a ser dinamizado nos municípios da Lezíria do Tejo visando o combate ao insucesso escolar.

Edição de 05.06.2019 | Sociedade

O Centro Cultural do Cartaxo acolheu a apresentação pública das salas do futuro que estão a ser implementadas nos vários agrupamentos de escolas da Lezíria do Tejo, que constituem um desafio para alunos e professores. “Com as novas salas do futuro, os professores devem chamar a criança que cada um tem dentro de si e pensar fora da caixa de forma a chegarem mais próximo dos mais novos”, referiu o presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro.
O autarca afirmou ainda que os professores deviam ser mais reconhecidos pelo seu trabalho, pois são eles que trabalham com os mais novos que são os adultos de amanhã e defendeu que a expressão “no meu tempo” deve deixar de ser utilizada porque o tempo não é só passado, mas também presente e futuro. Durante a cerimónia, o secretário executivo da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), António Torres, aproveitou para alertar os professores para utilizarem as salas, pois só assim valerá a pena todo o investimento feito em materiais pedagógicos nas salas do futuro nos vários agrupamentos de escolas.
Também o director do Agrupamento de Escolas D. Sancho I, em Pontével, concelho do Cartaxo, Luís Bruno, fez o mesmo pedido para que não deixassem as salas no esquecimento e afirmou que os professores deviam também aplicar o mesmo método de ensino das salas de estudo nas salas tradicionais.
Já a directora dos Agrupamentos de Escolas Marcelino Mesquita, Fátima Vinagre, confessou que as salas do futuro marcam uma mudança na forma de ensino nas escolas e reforçou que todas as salas de aula são do futuro.
No total, a CIMLT vai criar 19 salas do futuro nos vários agrupamentos de escolas da Lezíria do Tejo, com excepção de Rio Maior que já tinha avançado com um projecto autónomo. A sala está inserida no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar da Lezíria do Tejo, que levará ainda um autocarro laboratório móvel às escolas nas freguesias mais remotas.

Salas do futuro são um desafio estimulante para alunos e professores

Mais Notícias

    A carregar...