uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Novo quartel de Vialonga demorou 42 anos e custou um milhão de euros
foto DR Novo edifício do quartel de Vialonga foi comparticipado em cerca de 600 mil euros por fundos comunitários

Novo quartel de Vialonga demorou 42 anos e custou um milhão de euros

O novo edifício amplia a área técnica e operacional do antigo quartel e era uma obra há muito ambicionada.

Edição de 27.06.2019 | Sociedade

O novo quartel dos Bombeiros Voluntários de Vialonga (BVV), concelho de Vila Franca de Xira, inaugurado no domingo, 16 de Junho, custou cerca de um milhão de euros e era um desejo com mais de quatro décadas. O novo edifício, que amplia a área técnica/operacional do antigo quartel, foi comparticipado em cerca de 600 mil euros por fundos comunitários.
Na inauguração, em que esteve presente o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, o comandante dos BVV congratulou-se pela concretização deste objectivo tão antigo. “Finalmente, ao fim de 42 anos a prestar um serviço de excelência, tanto em Vialonga como por todo o território nacional, em condições tão deploráveis de habitabilidade, a partir de hoje deixamos de ter de ir tomar banho a casa ou de dormir na sala de formação ou no sofá quando estamos de alerta, e temos de aumentar o efectivo”, disse Luís Rodrigues, durante o seu discurso. O comandante aproveitou a oportunidade para alertar para a falta de um segundo veículo de comando e para o facto de há oito meses aguardar a reparação de um veículo tanque.
O ministro da Administração Interna deu este novo quartel como exemplo do investimento que está a ser feito no país na área da Protecção Civil. “Hoje temos uma coordenação de esforços, temos uma mobilização de efectivos e temos uma capacidade de investimento de que a inauguração hoje aqui, há décadas ansiada, do novo quartel dos bombeiros de Vialonga, mais de um milhão de euros de investimento, é apenas um exemplo daquilo que justamente está a ser feito em todo o país”, destacou Eduardo Cabrita.

Novo quartel de Vialonga demorou 42 anos e custou um milhão de euros

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques