uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Utentes da psiquiatria do Hospital de Santarém vão para a cozinha
Projecto IN-Cooking vai ser financiado com 26.500 euros pela Missão Continente

Utentes da psiquiatria do Hospital de Santarém vão para a cozinha

Projecto IN-Cooking vai permitir aos doentes aprender a confeccionar pratos vegetarianos, de carne e de peixe, bem como a fazer sopas, sob a orientação do chef Rodrigo Castelo.

Edição de 31.07.2019 | Sociedade

Cozinhar comida vegetariana, preparar carne e peixe e fazer sopas. Este é o próximo desafio dos utentes do serviço de psiquiatria do Hospital Distrital de Santarém que, a partir de Outubro deste ano, vão começar a frequentar oficinas de cozinha sob orientação do chef Rodrigo Castelo.
A iniciativa, que vai decorrer de seis em seis semanas, duas vezes por semana e durante três horas, pretende acabar com o estigma da doença mental mas também promover a inclusão social e contribuir para uma alimentação saudável dos utentes.
“Queremos que isto sirva sobretudo como terapia para os doentes e que adquiram competências para poderem arranjar um emprego”, afirmou a presidente do Conselho de Administração do Hospital de Santarém, Ana Infante, destacando a necessidade da existência de cada vez mais projectos deste tipo para que quem sofre de doenças psiquiátricas possa melhorar a sua auto-estima e conseguir integrar-se mais facilmente na sociedade.
O projecto IN-Cooking, desenvolvido através da Associação INseRIR - “Oficinas para Todos e para cada um”, vai ser financiado com 26.500 euros pela Missão Continente. A cerimónia de entrega do diploma ao Hospital de Santarém decorreu na quinta-feira, 18 de Julho, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, em Santarém. O valor será sobretudo para a realização de obras nas instalações da cozinha do serviço de psiquiatria, local onde vão decorrer as oficinas.
Ana Mendes, psicóloga no serviço de psiquiatria do Hospital de Santarém, conta que a ideia surgiu depois do sucesso do projecto “Incluir - “Oficinas para Todos e para cada um”, que já vai para a sua quarta edição em Setembro deste ano.
Também o chef Rodrigo Castelo sublinhou a importância das oficinas e do papel da culinária no desenvolvimento de novas capacidades e de mais autonomia. “Aquilo até vai ser divertido porque vão descobrir que sabem cozinhar e vão comer coisas feitas por eles. Vai ser uma descoberta”, confessou o chef, garantindo já a existência de um conjunto de entidades da região que vão disponibilizar produtos para a confecção das refeições.

Utentes da psiquiatria do Hospital de Santarém vão para a cozinha

Mais Notícias

    A carregar...