uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
CHMT apela a utentes que não desmarquem consultas
Anabela Freitas, Manuel Valamatos e Pedro Ferreira reuniram com conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo

CHMT apela a utentes que não desmarquem consultas

Centro Hospitalar do Médio Tejo apela aos doentes para manterem os agendamentos dos actos clínicos previstos.

Edição de 20.05.2020 | Sociedade


O receio do novo coronavírus está a levar utentes do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) a desmarcar exames, tratamentos e consultas. Em comunicado, o CHMT diz compreender a atitude, mas alerta para o facto de estas desmarcações só serem remarcadas no fim de lista de doentes em espera, “o que atrasará consideravelmente a efectivação destas mesma consultas, tratamentos ou exames”.
A mesma nota acrescenta que a falta ou desmarcação de consultas, exames ou tratamentos pode ainda prejudicar a evolução de saúde do doente, potenciando uma eventual ida aos serviços de urgência, “estes sim, largamente desaconselhados”.
O CHMT, que integra os hospitais de Tomar, Abrantes e Torres Novas, solicita que os doentes mantenham os agendamentos dos actos clínicos que estão em curso, garantindo que, se a situação o exigir, será o próprio centro hospitalar a cancelar tais actos comunicando esse facto aos seus utentes.

Hospitais e autarcas afinam estratégias
De acordo com o CHMT “todas as medidas protocoladas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19) estão em curso, visando a segurança dos doentes e dos seus profissionais”.
O Centro Hospitalar do Médio Tejo tem 22 quartos de isolamento com antecâmara e cerca de 50 quartos individuais que podem ser de isolamento para doentes contaminados com o novo coronavírus, se a situação o justificar. A informação foi avançada em comunicado pela unidade hospitalar após reunião a 3 de Março entre o conselho de administração e os presidentes dos três municípios onde estão instaladas as unidades hospitalares do CHMT.
Está também prevista a criação de uma base operacional flexível de resposta a situações no domicílio, que serão accionadas em casos específicos. O objectivo é impedir a deslocação desses eventuais suspeitos às unidades de saúde. Carlos Andrade Costa, presidente do conselho de administração do CHMT, fez saber que o CHMT tem ainda uma equipa multidisciplinar a acompanhar a evolução da situação do coronavírus por forma a adaptar as respostas às necessidades.
Anabela Freitas, presidente da Câmara de Tomar, Manuel Valamatos, presidente da Câmara de Abrantes e Pedro Ferreira, presidente da Câmara de Torres Novas, mostraram disponibilidade total para colaborar no combate a este surto epidémico.

CHMT apela a utentes que não desmarquem consultas

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido