Sociedade | 17-04-2018 10:40

Funcionários da câmara de Alcanena exigem pagamento de horas extraordinárias

Funcionários da câmara de Alcanena exigem pagamento de horas extraordinárias
Foto O MIRANTE

Trabalhadores da autarquia foram à reunião de câmara para sensibilizar a presidente e o restante executivo.

Os funcionários da câmara de Alcanena estiveram na reunião de câmara de segunda-feira, 16 de Abril para sensibilizar o executivo para o pagamento da diferença remuneratória, que trabalharam entre Setembro de 2013 a Junho de 2015.

Elsa Lopes, do Sindicato Nacional dos trabalhadores da Administração Local, reunida em plenário com os trabalhadores da autarquia de Alcanena, disse terem decidido ir à reunião de câmara para sensibilizar a presidente e o restante executivo para o pagamento das horas extraordinárias.

O funcionário Pedro Moisés referiu que alguns trabalhadores apresentaram requerimentos para o pagamento dessas horas, mas não obtiveram resposta.


A presidente Fernanda Asseiceira(PS) explicou que a câmara se limitou a cumprir a lei emanada da assembleia da república, e agora, com base em pareceres jurídicos e de recursos humanos não é possível à câmara diligenciar sobre o pedido dos funcionários.


A autarca adiantou que vai reforçar o pedido aos serviços para que o requerimento dos funcionários sobre este assunto seja respondido.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo