Sociedade | 13-11-2018 07:00

Varredores da Póvoa de Santa Iria com ordens para remover comida para animais

Varredores da Póvoa de Santa Iria com ordens para remover comida para animais
HIGIENE

Alimentos são deixados pelos moradores na via pública à revelia da lei

Os varredores da Junta da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa têm ordens para retirar e deitar no lixo todos os recipientes deixados nas ruas pelos moradores com comida para os animais abandonados. A medida tem causado polémica e dividido os residentes: de um lado há quem aplauda a medida por acreditar que está em causa a higiene e salubridade pública; e do outro quem entenda que os animais estão a ser prejudicados.

O caso veio a lume na última semana depois de uma moradora do bairro dos Caniços, na Póvoa, ter criticado o facto de os empregados da junta terem removido os recipientes com água e comida que os moradores usavam para alimentar uma colónia de gatos existentes nas proximidades da Associação Popular de Apoio à Criança.
“Os bichos estão por sua conta e são muito meiguinhos, o que estão a fazer é uma crueldade e uma desumanidade porque as pessoas daqui gostavam de alimentar os animais. Há até pessoas, como o senhor Armindo, que vão ao veterinário com eles sempre que precisam”, condena Afonso Almeida, residente.

Noticia completa na edição semanal de O MIRANTE já nas bancas

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1432
    21-11-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1432
    21-11-2019
    Capa Vale Tejo