Sociedade | 10-05-2019 10:00

Pais contra fecho da Escola Infante D. Henrique em Tomar

Pais contra fecho da Escola Infante D. Henrique em Tomar
EDUCAÇÃO

Escola com 180 alunos vai deixar de funcionar por alegada falta de condições.

Os pais dos alunos da Escola Infante D. Henrique, em Tomar, estão descontentes com a decisão de encerramento desse estabelecimento do 1º ciclo do ensino básico e lamentam não terem sido ouvidos no processo. O presidente da Associação de Pais, João Jesuíno, diz que os pais não entendem o encerramento de uma escola com 180 alunos e já informaram o Agrupamento de Escolas que não querem que os seus filhos saiam daquele estabelecimento de ensino.

Inicialmente esteve prevista a transferência dos alunos para a Escola Gualdim Pais, que também precisa de obras, mas entretanto a Câmara de Tomar decidiu que afinal os alunos da Infante D. Henrique vão para a Escola de Santa Iria. Mas as preocupações dos pais não desapareceram. João Jesuíno diz que só aceitam essa solução se a Escola de Santa Iria passar apenas a ter primeiro ciclo (actualmente tem 2º e 3º ciclos). “Não faz sentido meninos com seis e sete anos a conviver com alunos com 15 e 16 anos. Isso é que não é uma escola segura”, refere.

E acrescenta: “O município disse que faria obras na Gualdim Pais e, posteriormente, obras de adaptação na Santa Iria, para receber os meninos da Infante. Usem o dinheiro que pretendem gastar nessas escolas e façam obras na Infante D. Henrique. Esta é uma escola segura e com a melhor localização possível na cidade”, diz. Acrescenta que a Associação de Pais já gastou, nos últimos seis anos, cerca de 40 mil euros em obras na escola para dar as melhores condições aos alunos.

O descontentamento dos pais da Infante D. Henrique levou-os a criarem uma petição pública online contra o encerramento desse estabelecimento escolar que conta com mais de 850 assinaturas. João Jesuíno aguarda pela reunião do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas Templários para os pais decidirem que posição vão tomar.

Como O MIRANTE noticiou na semana passada, a Câmara de Tomar informou que a escola do 1º ciclo Infante D. Henrique vai fechar no final deste ano lectivo e que os alunos, professores e funcionários vão ser transferidos para a Escola Básica 2,3 Santa Iria.

A presidente do município, Anabela Freitas (PS), referiu, em sessão camarária, que a Infante D. Henrique tem meio século e apresenta sinais de grande degradação com problemas no sistema eléctrico e com salas muito pequenas para a quantidade de alunos. O edifício sofre também de problemas de infiltrações.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1423
    03-10-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1423
    03-10-2019
    Capa Médio Tejo