Sociedade | 14-05-2019 07:00

Assembleia de Torres Novas deu bandeira

Assembleia de Torres Novas deu bandeira
CARTOON DA NOTICIA

A proposta que o Bloco de Esquerda (BE) apresentou na última Assembleia Municipal de Torres Novas, de associação do município ao Dia Internacional contra a Homofobia e Transfobia, que se assinala a 17 de Maio, gerou controvérsia.

A proposta que o Bloco de Esquerda (BE) apresentou na última Assembleia Municipal de Torres Novas, de associação do município ao Dia Internacional contra a Homofobia e Transfobia, que se assinala a 17 de Maio, gerou controvérsia. Tudo porque uma das acções propostas previa o hastear da bandeira arco-íris, símbolo do orgulho da comunidade LGBT (Lésbica, Gay, Homossexual e Transexual). A bancada do PS apoiou a iniciativa mas mostrou-se contra a parte do hastear da bandeira, tendo apresentado uma moção parecida com a do BE mas sem essa componente. O que provocou descontentamento por parte da bancada bloquista, que acusou os socialistas de plagiar uma iniciativa original do partido e discordou dos argumentos usados para retirar o içar da bandeira. O assunto gerou discussão e troca de galhardetes entre eleitos socialistas e bloquistas. A proposta do BE foi sujeita a votação mas rejeitada pelo plenário de maioria socialista, enquanto a do PS foi aprovada por unanimidade. Após tanta discussão lá ficou decidido que o município de Torres Novas se associa ao Dia Internacional contra a Homofobia e Transfobia mas sem bandeira arco-irís içada no edifício dos paços do concelho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1408
    19-06-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1408
    19-06-2019
    Capa Médio Tejo