Sociedade | 13-08-2019 07:00

Vantagens e desvantagens de ser canhoto

Vantagens e desvantagens de ser canhoto
foto DR

Mais do que escrever com a mão esquerda, o canhoto tem uma forma diferente de pensar e resolver problemas, mas nem tudo são rosas e usar uma simples tesoura pode ser um quebra-cabeças.

Hoje é Dia Internacional do Canhoto. Representam cerca de 10% da população mundial e só tiveram a sua celebração oficial reconhecida nos anos 90, declarada pelo clube britânico Left-Handers Day. O dia internacional foi criado com o objectivo de protestar contra a discriminação sofrida pelos esquerdinos no mundo, além de divulgar as vantagens e desvantagens de ser canhoto.

Mas afinal o que é ser canhoto e quais as vantagens e desvantagens de dar primazia à mão esquerda. Segundo a definição no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, canhoto é “quem tem maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, em especial com a mão, do que com o lado direito”. Em sentido depreciativo canhoto também pode significar “pouco hábil ou desajeitado”.

Fazer parte de uma minoria tem como vantagem ter um dia no calendário só para si. Há também quem defenda, através de estudos científicos, que o canhoto tem um raciocínio mais rápido que o destro. Em alguns desportos (40% dos tenistas profissionais são canhotos), em combate, na condução e a jogar jogos de vídeo o canhoto é normalmente apontado como mais rápido. Também se defende que podem ser mais imaginativos, por utilizarem os dois hemisférios do cérebro. O que lhes permite ainda ter uma visão diferente do mundo e resolver questões mundanas com maior facilidade.

No rol das desvantagens são apontadas a discriminação e a falta de objectos adaptados a canhotos como as cadeiras escolares, as tesouras, os cadernos de argolas, o teclado do computador ou mesmo os smartphones. Uma desvantagem importante apontada pela ciência é o facto de os esquerdinos se revelarem mais susceptíveis a algumas doenças como a esquizofrenia ou a epilepsia.

Muitas figuras relevantes, na ciência, na política e nas artes, são ou foram canhotos. Albert Einstein, Bill Gates, Fidel Castro, Da Vinci, Beethoven, Paul McCartney, Julia Roberts, Angelina Jolie, Oprah Winfrey ou Nicole Kidman, são apenas alguns exemplos de esquerdinos famosos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1416
    14-08-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1416
    14-08-2019
    Capa Vale Tejo