Sociedade | 21-11-2019 16:32

Alverca permite aeroporto mais barato e com melhores acessos

Promotores do estudo reuniram-se com Presidente da república

Os promotores do estudo que defende a implantação do novo aeroporto de Lisboa em Alverca, ao invés do Montijo, continuam a sua ronda de contactos entre várias entidades nacionais e reuniram-se no início desta semana com o Presidente da República. Marcelo Rebelo de Sousa mostrou sensibilidade para o tema.

Os promotores garantem que Alverca é a solução mais barata e com melhores acessos à capital, ao invés do Montijo. Explicam que Alverca seria capaz de gerir a passagem de 75 milhões de passageiros e que uma estrutura desse tipo seria economicamente vantajosa para o concelho de Vila Franca de Xira.

Um dos rostos que defende a escolha de Alverca como alternativa à Portela é o ex-primeiro-ministro e líder do Aliança, Pedro Santana Lopes, que a O MIRANTE diz que escolher fazer um novo aeroporto no Montijo é insistir “numa solução limitada no tempo”. Santana Lopes nota que o futuro aeroporto “não é nem deve ser” uma questão partidária e que o governo que decide "deverá ser capaz" de olhar para lá dessas mesmas cores políticas. “Alverca é a melhor solução e todos os argumentos apontam nesse sentido”, garante.

Tal como já foi noticiado, a proposta prevê que a infraestrutura em Alverca contasse com a construção de mais uma pista – usa as três já existentes, totalizando quatro – e seja capaz de gerir 75 milhões de passageiros e 500 mil movimentos anuais de aviões. Numa primeira fase, a ideia é abranger 67 milhões de passageiros, mas poderia atingir os 75 milhões. A Portela seria transformada em aeroporto secundário e receberia apenas viagens de médio curso, enquanto Alverca passaria a contar com os voos de longo curso.

Na próxima edição impressa de O MIRANTE será publicada uma entrevista com José Furtado, especialista do sector e responsável pelo desenvolvimento do projecto.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1433
    21-11-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1433
    21-11-2019
    Capa Vale Tejo