Sociedade | 29-11-2019 12:30

Hoje os jovens são institucionalizados porque os pais já não têm mão neles

Hoje os jovens são institucionalizados porque os pais já não têm mão neles

Joana Calado, directora da Casa Dr. Alves, conhecida por Casa da Criança, em Ourém, fala sobre a protecção de jovens.

As estruturas que devem dar apoio aos pais ou outros familiares de crianças a quem as mesmas estão confiadas, nem sempre funcionam. Quem o diz é Joana Calado, directora técnica da chamada "Casa da Criança" em Ourém. Segundo ela tem que haver mais apoios da parte do Estado para serem salvaguardados os interesses dos menores.

Há 15 anos as crianças eram institucionalizadas mais novas e acontecia porque ou negligenciadas ou porque andavam na mendicidade ou eram vítimas de abusos sexuais ou os pais não tinham comida para dar aos filhos. Actualmente, as crianças e jovens que aparecem na Casa Dr. Alves, em Ourém, vêm de famílias estruturadas, com condições para as terem, mas que os pais deixam de ter mão nelas, refere Joana Calado.

“Algumas das jovens que estão connosco estão cá porque batem nos pais, porque não têm respeito aos pais. Vêm sem regras e há aquelas que consomem drogas”, explica a responsável, que defende que quando uma criança está sinalizada a intervenção deve ser feita o mais cedo possível.

*Reportagem completa na edição semanal em papel desta quinta-feira

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1432
    21-11-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1432
    21-11-2019
    Capa Vale Tejo