Sociedade | 01-12-2019 15:00

Falta de candidatos obriga a repetir eleições na APATI da Castanheira

Na última assembleia-geral não apareceram listas aos órgãos sociais. Para 30 de Novembro está marcado novo acto eleitoral.

A Associação Promotora de Apoio à Terceira Idade (APATI) da Castanheira do Ribatejo está sem gente interessada em formar listas para os órgãos sociais, como se constatou na última assembleia-geral da colectividade, realizada a 9 de Novembro. Um problema que, aliás, tem sido recorrente nessa instituição.

A situação obrigou o presidente da assembleia-geral, Fernando Faneira, a convocar nova assembleia para 30 de Novembro e a lançar um apelo aos sócios para que participem na vida da colectividade e apresentem listas que possam ser votadas e evitem um cenário de gestão corrente.

A direcção actual, liderada por Francisco Henriques, continua em gestão até 30 de Novembro. “Já houve um ano em que apenas à terceira convocatória se conseguiu arranjar uma lista. Antigamente havia a possibilidade de as associações serem geridas por comissões administrativas quando não havia órgãos sociais mas agora só quando a situação for muito grave. Vamos pensar positivo e esperar que tudo se resolva pelo melhor”, refere Fernando Faneira a O MIRANTE.

A próxima assembleia onde se irá tentar eleger novos corpos sociais para o quadriénio 2020-2023 está marcada para 30 de Novembro às 14h30 na sede da APATI, na Rua Palha Blanco, número 83, em Castanheira do Ribatejo.

Aprovada compra de terreno para novo lar

Na assembleia-geral de 9 de Novembro compareceram seis dezenas de associados, particularmente interessados no terceiro ponto da ordem de trabalhos, relativo à aquisição de um terreno em Quintas (Castanheira do Ribatejo) para construção do futuro lar da colectividade. A proposta foi aprovada por maioria.

A associação, com 40 anos de existência, tem as suas valências a funcionar em três prédios diferentes e precisa de um novo espaço para crescer e melhorar as suas respostas à comunidade. A ideia passa por construir o lar residencial nas Quintas mas manter algumas valências, como a de centro de dia, a funcionar normalmente no centro da Castanheira do Ribatejo. A negociação está a ser tratada com recato pela associação. Na APATI trabalham actualmente 56 pessoas e tem 50 utentes em centro de dia, 38 em lar e 35 em apoio domiciliário.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1433
    21-11-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1433
    21-11-2019
    Capa Vale Tejo