Sociedade | 04-12-2019 17:18

Presa num elevador do Hospital de Santarém durante mais de meia hora

Presa num elevador do Hospital de Santarém durante mais de meia hora

Desde sexta-feira Alda, de 57 anos, desloca-se ao hospital duas vezes por dia para visitar o marido que está internado no sétimo piso, mas na segunda-feira a viagem correu mal.

Alda Lopes ficou presa num elevador do Hospital de Santarém durante mais de meia hora, na segunda-feira, 2 de Dezembro. Desde sexta-feira Alda, de 57 anos, desloca-se ao hospital duas vezes por dia para visitar o marido que está internado no sétimo piso, mas na segunda-feira, por volta das 12h00 a viagem correu mal. O elevador parou entre pisos antes de chegar ao destino e Alda telefonou para o número de socorro indicado no próprio elevador.

A resposta que recebeu foi de que iria ser chamado o electricista para resolver o problema técnico. Mas o socorro levou mais de meia-hora a chegar e a senhora idosa que a acompanhava no elevador começou a ficar cada vez mais agitada. “Gritava e dava pontapés na porta”, refere Alda, acrescentando que também ela ficou bastante nervosa. O nervosismo passou a revolta quando, depois de mais de 30 minutos de espera finalmente o elevador subiu e as portas se abriram e não havia ninguém para perguntar como estavam ou para fazer um pedido de desculpas. Alda continua a ir ao hospital duas vezes por dia, mas agora opta pelas escadas.

Como noticiámos recentemente, as falhas de funcionamento frequentes nos elevadores do Hospital Distrital de Santarém continuam e vários utentes já apresentaram queixa no livro de reclamações.

Fonte do hospital refere que se trata de situações pontuais resultantes do exigente funcionamento contínuo dos elevadores, bem como da antiguidade dos mesmos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1438
    21-11-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1438
    21-11-2019
    Capa Vale Tejo