Sociedade | 09-12-2019 11:43

Idosa desaparecida no Cartaxo encontrada sem vida por dois caçadores

Idosa desaparecida no Cartaxo encontrada sem vida por dois caçadores
DR

Corpo de Vitalina Galvão encontrava-se numa vala entre Vale da Pinta e Vila Nova de São Pedro.

Vitalina Galvão, a idosa que desapareceu a 5 de Agosto deste ano, no Cartaxo, foi encontrada morta no domingo, 8 de Dezembro, por dois caçadores, numa vala entre Vila Nova de São Pedro, concelho de Azambuja, e Vale da Pinta, concelho do Cartaxo.

De acordo com a sobrinha da desaparecida, Sandra Carvalho, o corpo foi encontrado já em avançado estado de decomposição por volta do meio-dia, quando os dois indivíduos ali passavam. No local, esteve a equipa da Polícia Judiciária, que estão agora estão a investigar o caso.

Foram quatro meses dolorosos, pelas dúvidas, incertezas, falta de esperança, mas finalmente teremos respostas e iremos fazer o luto”, desabafou Sandra Carvalho nas redes sociais. A familiar da idosa agrade a todos os voluntários, autoridades e autarcas que tudo fizeram para encontrar rapidamente Vitalina Galvão nos dias seguintes ao seu desaparecimento.

Ainda na semana passada, O MIRANTE esteve à conversa com Sandra Carvalho, que admitiu que, passado tanto tempo, os familiares já não tinham a esperança de a encontrar com vida. A sobrinha de Vitalina Galvão dizia ainda que só desejavam que o corpo fosse encontrado para que pudessem fazer o luto e tentar encontrar respostas para o que terá sucedido.

Sandra Carvalho dizia a O MIRANTE que o mais intrigante neste caso era que a sua tia nunca sofreu de problemas de memória e sempre foi uma pessoa bastante activa. “Não se compreende tudo isto. É por isso que vou continuando a relembrar o desaparecimento nas redes sociais. Um dia saberemos o que se passou”, garantia.

Recorde-se que Vitalina Galvão, de 86 anos, foi vista pela última vez na manhã de 5 de Agosto quando saía do supermercado Intermarché, onde costumava fazer compras. Naquele dia ia ser surpreendida pelo neto, emigrado em Inglaterra, que veio de férias e ia mostrar pela primeira vez o filho e bisneto da idosa. As operações de busca juntaram mais de uma centena de pessoas, entre voluntários e operacionais. Foram utilizados cinco drones e cães de busca e salvamento que percorreram uma vasta área de terreno no Cartaxo. As buscas foram canceladas ao fim de sete dias sem qualquer pista.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1439
    21-11-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1439
    21-11-2019
    Capa Vale Tejo