Sociedade | 12-01-2020 07:00

Facturas da água a dobrar em Rio Maior devido a erro dos serviços

Muitos consumidores receberam facturas referentes a Novembro de 2016 e Novembro de 2019.

Um erro informático dos serviços da Câmara de Rio Maior levou ao envio, para os consumidores, de facturas dos serviços de água, saneamento e resíduos sólidos relativas aos meses de Novembro de 2016 e Novembro de 2019. O erro foi detectado quando já tinham sido enviadas as facturas a cerca de metade dos consumidores, o que levou o município a publicar uma informação no Facebook, no dia 8 de Janeiro, a dizer que apenas deve ser considerada válida a factura de Novembro 2019, pois só essa dispõe de referências de pagamento válidas.

Na reunião de câmara de sexta-feira, 10 de Janeiro, o presidente do município, Filipe Santana Dias (PSD), apresentou desculpas públicas pelo sucedido e referiu que já falou sobre esse problema com os serviços camarários. “Fizemos imediatamente esse esclarecimento para que não houvesse qualquer confusão sobre que factura teriam que pagar. Importa também esclarecer que contabilisticamente não existe duplicação, as pessoas não ficam com duas facturas em dívida”, sublinhou o autarca.

Filipe Santana Dias refere que quem paga por débito directo também não será afectado por esse lapso dos serviços, admitindo no entanto que podem acontecer alguns casos pontuais de pessoas que tenham pago a água na tesouraria do município, sem que o consumidor e os serviços se tenham apercebido que a factura era de 2016.

“A situação não é agradável, no entanto está suavizada, está informada e obviamente haverá devolução dos montantes que tenham sido pagos erradamente. Costuma dizer-se que só não erra quem não faz, mas não é expectável que a câmara tenha erros destes”, acrescentou o autarca, em resposta à questão levantada pela vereadora Vera Simões (PS).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1439
    23-01-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1439
    23-01-2020
    Capa Vale Tejo