Sociedade | 23-01-2020 12:30

Morte de idoso detido na GNR de Aveiras de Cima causa indignação

Morte de idoso detido na GNR de Aveiras de Cima causa indignação

Eduardo Martins, de 76 anos, foi levado para o posto por desrespeito a um sinal de trânsito.

Foi com tristeza, mas também choque e indignação, que Aveiras de Cima reagiu à morte de Eduardo Martins, de 76 anos, no domingo, 12 de Janeiro, no posto da GNR de Aveiras de Cima, onde se encontrava detido. Morreu, ao que tudo indica, vítima de um ataque cardíaco, depois de ter sido transportado para o posto sob detenção de dois militares, por desrespeito a um sinal de trânsito.

Eduardo Martins estava algemado quando se sentiu mal e foi já na presença de familiares que perdeu a vida, apesar de os meios de socorro terem sido accionados e efectuadas manobras de reanimação. Permanecem por explicar as manchas de lama na roupa do idoso, o seu estado de ansiedade à chegada dos familiares e o real motivo para a sua detenção.

Contactada por O MIRANTE, a GNR sem adiantar mais detalhes, responde apenas que “decorre um processo interno para averiguar as circunstâncias do sucedido”.

*Notícia desenvolvida na edição semanal em papel desta quinta-feira

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1473
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1473
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo