Sociedade | 27-01-2020 18:39

Lar de idosos que ardeu em Abrantes era ilegal

Lar de idosos que ardeu em Abrantes era ilegal

Segurança Social de Santarém está a encaminhar os idosos para respostas sociais alternativas condignas.

O lar de idosos em Rossio ao Sul do Tejo, que ardeu na manhã desta segunda-feira, 27 de Janeiro, era ilegal. A Segurança Social de Santarém está agora a desenvolver a avaliação das respectivas condições de funcionamento, tendo em vista o apuramento de responsabilidades.

O Instituto da Segurança Social, através do Centro Distrital de Santarém, anunciou em comunicado que deslocou de imediato as suas equipas técnicas ao local para desencadear os mecanismos necessários para o encaminhamento dos idosos para respostas sociais alternativas condignas.

De um total de 19 utentes, três foram encaminhados para vagas em equipamentos sociais com acordo de cooperação, nove foram acolhidas pelas respectivas famílias e sete foram hospitalizados, três deles em estado muito grave nas unidades de queimados dos hospitais de São João, no Porto, São José e São Francisco Xavier, ambos em Lisboa. Os restantes quatro idosos, todos com idades entre os 75 e os 89 anos, estão estabilizados e em observação e vigilância no serviço de urgência da unidade hospitalar de Abrantes.

O alerta para o incêndio foi dado às 10h27 e o fogo foi extinto pelas 10h55. O edifício foi evacuado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1442
    29-01-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1442
    29-01-2020
    Capa Vale Tejo