Sociedade | 19-02-2020 18:05

Humana recolheu cerca de 800 mil peças de roupa em Santarém

Humana recolheu cerca de 800 mil peças de roupa em Santarém
Foto: DR

Associação gere uma rede de lojas de roupa em segunda mão, formada actualmente por 10 espaços comerciais em Lisboa e cinco no Porto.

A Humana Portugal recolheu em 2019 mais de 355 toneladas de têxtil usado no distrito de Santarém. Um valor que corresponde a cerca de 800 mil peças de roupa que têm uma segunda vida graças à reutilização e à reciclagem.

Associação sem fins lucrativos, a Humana trabalha desde 1998 na promoção da reutilização têxtil e na protecção do ambiente, levando a cabo programas de cooperação para o desenvolvimento em África e de apoio local em Portugal.

O trabalho da Humana desenvolve-se em estrita relação com os municípios para a instalação de contentores que garantem uma segunda vida a cada peça de roupa desperdiçada. A associação terminou o ano com 826 contentores verdes distribuídos por todo o país através de mais de 142 parceiros públicos e privados. Trata-se de um modelo de gestão sustentável dos resíduos que apoia as administrações locais a atingir o objectivo da recolha selectiva de têxteis obrigatória em 2025 por parte de todos os estados membros, imposta pela União Europeia.

A reutilização e a reciclagem têxtil contribuem para o combate às alterações climáticas, ao reduzir o desperdício, a incineração e a consequente emissão de gases de efeito estufa.

A Humana gere uma rede de lojas de roupa em segunda mão, formada actualmente por 10 espaços comerciais em Lisboa e cinco no Porto.

Portugueses deitam fora 200 mil toneladas de roupa por ano

Os portugueses deitam fora aproximadamente 200 mil toneladas de roupa usada anualmente, parte da qual vai parar aos caixotes do lixo indiferenciado. Apesar de, na sua totalidade, os resíduos têxteis perfazerem cerca de 4% de todos os resíduos produzidos no país, tem-se verificado nos últimos anos uma subida do seu volume, devido a uma realidade que não é exclusiva a Portugal, mas comum a todo o mundo ocidental: a moda acessível que segue tendências efémeras e que, por isso, se torna obsoleta num curto espaço de tempo.

No total, a Humana recolheu 3.400 toneladas de têxtil em Portugal, em 2019, o que, de acordo com um comunicado da associação, preveniu a libertação de 10.775 toneladas de CO2 para a atmosfera. Valor que equivale à emissão anual de 4.064 carros (que circulem 15 mil km/ano) ou a absorção de CO2 por parte de 80.407 árvores durante um ano.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1449
    04-03-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1449
    04-03-2020
    Capa Vale Tejo