Sociedade | 23-02-2020 15:00

PS de Azambuja quer que aterro polémico seja encerrado

PS de Azambuja quer que aterro polémico seja encerrado

Concelhia socialista admite que foi um erro a instalação desse depósito de resíduos às portas da vila. Foi com o PS na governação do município que a medida foi tomada.

O PS de Azambuja divulgou na segunda-feira, 17 de Fevereiro, uma nota em que afirma que a instalação de um aterro para resíduos não perigosos às portas da vila “foi uma decisão errada que está a causar impacto negativo no concelho de Azambuja” e que tudo fará para o encerrar.

A nota foi emitida na sequência de uma reunião da comissão política concelhia do Partido Socialista de Azambuja, presidida por Silvino Lúcio, também vereador na Câmara de Azambuja e que tem aspirações a liderar o município. “Não temos permissão para mudar o passado, mas não precisamos de condenar o futuro do nosso município. O Partido Socialista tudo fará para levar ao encerramento do aterro da empresa Triaza”, acentuam os socialistas. Dirigindo-se à população de Azambuja, o PS acrescenta na mesma nota que estão “como sempre, ao seu lado para corrigir e devolver a esperança na qualidade de vida aos munícipes”, comprometendo-se a actuar “junto das entidades competentes para licenciamento e fiscalização do aterro” e a concertar “estratégias junto de outros municípios com problemáticas semelhantes”.

O aterro de Azambuja está em funcionamento desde 2017 e localiza-se na Quinta da Queijeira, a menos de 300 metros de habitações, na periferia da vila de Azambuja. Quando a sua localização foi autorizada, através de declaração de interesse público municipal, era o socialista Joaquim António Ramos quem liderava a câmara municipal.

Também a Juventude Socialista (JS) de Azambuja divulgou uma nota semelhante, afirmando que estão “solidários com a população, sobretudo, com a mais jovem”, já que são as “gerações vindouras que sofrerão as consequências mais negativas para o meio ambiente e saúde pública provocadas pelo aterro”. O líder da JS de Azambuja, Gonçalo Ferreira, salienta que incitou o PS a “tomar medidas concretas e firmes que conduzam ao encerramento do aterro”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1449
    04-03-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1449
    04-03-2020
    Capa Vale Tejo