Sociedade | 23-03-2020 15:00

Abrantes dá exemplo na organização da reunião de câmara para permitir jornalistas na sala

Abrantes dá exemplo na organização da reunião de câmara para permitir jornalistas na sala

Município da Chamusca proíbe presença de jornalistas e público na sessão camarária e é, até agora, o único que está a reunir à porta fechada.

O município de Abrantes deu o exemplo na adaptação às novas normas impostas pelo surto provocado pelo coronavírus. As reuniões camarárias, que se realizam de 15 em 15 dias e são abertas ao público, tiveram que sofrer alterações na logística dos trabalhos para que todos pudessem estar juntos no mesmo espaço. A primeira decisão foi tornar a reunião privada não permitindo a presença de público. Inicialmente também se proibiu a entrada de jornalistas mas os autarcas recuaram na decisão e permitiram que os repórteres pudessem assistir à sessão.

A autarquia alterou a disposição das mesas aumentando a distância entre os membros do executivo municipal. Também as cadeiras destinadas ao público foram distribuídas de maneira diferente do habitual de modo a que os jornalistas se sentassem afastados uns dos outros. O presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Valamatos, explicou, no início da reunião, em poucas palavras, as medidas que estavam a ser seguidas.

O executivo da Câmara de Alcanena, que costuma reunir no salão nobre dos paços do concelho, mudou a última sessão para o auditório que se situa no mesmo edifício, para permitir mais afastamento entre os presentes. Em Tomar, a reunião decorreu normalmente, também na tarde de segunda-feira, uma vez que o salão nobre é um espaço amplo. Os jornalistas sentaram-se cumprindo as distâncias de segurança e a sessão não contou com público uma vez que só a primeira reunião do mês é aberta ao público.

No Cartaxo, o executivo municipal mudou as reuniões para privadas enquanto decorrer este período de contingência devido ao Covid-19 mas transmitiu tudo na Internet como é habitual. O município da Chamusca deu o exemplo contrário das restantes autarquias ao impedir a presença de jornalistas e público justificando com as medidas de contingência em vigor.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1449
    04-03-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1449
    04-03-2020
    Capa Vale Tejo