Sociedade | 20-05-2020 10:00

As pragas da justiça

As pragas da justiça
CARTOON DA NOTICIA

O MIRANTE teve acesso na última semana ao relatório anual de 2019 relativo ao funcionamento do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Norte.

O MIRANTE teve acesso na última semana ao relatório anual de 2019 relativo ao funcionamento do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Norte, onde se inclui o Tribunal de Vila Franca de Xira, e os conteúdos revelam o que já toda a gente sabia e o que os sindicalistas há muito avisavam: as condições de trabalho estão no limite do que é desejável, seja em quantidade de pessoas, seja em qualidade dos edifícios. Um dos problemas identificados é o das pragas urbanas. Num extenso capítulo dedicado às obras que precisam de ser feitas, é destacada a necessidade de acabar com os contentores no pátio do Palácio da Justiça por causarem odores desagradáveis e infestações de pragas. Afinal de contas ninguém gosta de trabalhar com baratas a correr de um lado para o outro. Mas também no local onde funciona o juízo do Trabalho são lançados alertas, no que diz respeito, por exemplo, à remoção das condutas de ar que percorrem todas as instalações e que têm sido foco recorrente de infestações. No relatório é também destacado o facto das grades que existem nos gabinetes dos magistrados não poderem ser abertas por dentro, em caso de necessidade urgente. Por exemplo, para fugir a uma invasão de ratos que entrem pelos canos...

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1457
    29-04-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1457
    29-04-2020
    Capa Vale Tejo