Sociedade | 27-06-2020 18:00

Centro Hospitalar do Médio Tejo aposta na eficiência energética

Centro Hospitalar do Médio Tejo aposta na eficiência energética

Investimento nos hospitais de Torres Novas, Abrantes e Tomar ronda os quatro milhões de euros e deve estar concluído no primeiro trimestre de 2021.

O parque de 770 painéis fotovoltaicos, instalado no Hospital de Torres Novas, permitirá uma diminuição de cerca de 5.500 toneladas de CO2, o equivalente à plantação de 18 mil árvores por ano. O parque representa um investimento superior a 300 mil euros, aos quais acresce o investimento na reconversão de iluminária interna do edifício, que inclui instalação de sensores de movimento e ainda a instalação de novos sistemas de aquecimento e arrefecimento do imóvel. No total, o investimento em Torres Novas ascende a cerca de um milhão de euros.


O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), Carlos Andrade Costa, acompanhado pelo presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira, explicou na apresentação do projecto que a reconversão energética permitirá reduzir os custos com consumo de energia. “Este edifício gasta 430 mil euros em electricidade por ano. Conseguiremos atingir uma poupança de mais de 80 mil euros com a produção da energia solar. Um valor que será transferido para ser utilizado naquela que é a principal função de um hospital, a prestação de cuidados de saúde”, explicou.


O investimento total, que abrangerá as três unidades do CHMT – Torres Novas, Abrantes e Tomar – ronda os quatro milhões de euros e deve estar concluído no primeiro trimestre de 2021.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1463
    09-07-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1463
    09-07-2020
    Capa Vale Tejo