Sociedade | 02-08-2020 10:00

Mação investe em nova resposta para pessoas com deficiência

Mação investe em nova resposta para pessoas com deficiência
SOCIEDADE

Centro de Actividades Ocupacionais e Lar Residencial vão funcionar no antigo quartel dos bombeiros, adaptado para o efeito.

Estão em fase de conclusão as obras de requalificação do antigo quartel dos bombeiros de Mação. A empreitada vai permitir criar novos projectos e ofertas na área social, nomeadamente um Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) que vai ter capacidade para 30 utentes e um lar residencial para 20 pessoas portadoras de deficiência.


O projecto, que tem um investimento total superior a um milhão de euros, resulta de uma parceria entre a Câmara de Mação, o Centro de Recuperação e Integração de Abrantes (CRIA) e Segurança Social e visa dar resposta a uma área de grande carência a nível social na região.


O director da Segurança Social de Santarém, Renato Bento, que participou numa visita às obras, afirma que este equipamento não é suficiente para a procura mas garantiu que a Segurança Social está disponível para avançar com outras parcerias. Este protocolo visa dar apoio às cerca de duas dezenas de utentes que todos os dias são transportados de Mação para as instalações do CRIA, em Alferrarede, Abrantes, onde são acompanhados por profissionais.


O presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, o director do CRIA, Nelson Carvalho, e o director da Segurança Social, Renato Bento, visitaram as obras que têm conclusão prevista para final de Setembro deste ano. Vasco Estrela sublinha o esforço do empreiteiro para conseguir terminar a obra dentro do prazo previsto e destaca a importância da criação de um Centro de Actividades Ocupacionais e um Lar Residencial dando uma resposta social que a região e o país estão carentes.


A gestão do equipamento, em termos técnicos e de actividade, compete ao CRIA e à Segurança Social compete a supervisão e fiscalização. O município investiu cerca de 300 mil euros na aquisição do edifício à Associação Humanitária dos Bombeiros de Mação. A obra de reabilitação em curso tem um custo de 800 mil euros, comparticipado a 50% por fundos comunitários no âmbito do PARU (Plano de Acção e Reabilitação Urbana). A isto acresce o investimento necessário ao recheio e equipamento do espaço. Vasco Estrela fala num investimento total de cerca de um milhão de euros.


O edifício é composto por três pisos dividindo-se em quatro funções principais: serviços logísticos; administração/técnica; centro de actividades ocupacionais e bem-estar/lazer; e alojamento.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1467
    09-07-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1467
    09-07-2020
    Capa Vale Tejo