Sociedade | 16-09-2020 07:00

Autoridade equestre

Autoridade equestre
CARTOON DA NOTICIA

A falta de efectivos nos dois postos da GNR do concelho de Benavente é um problema com anos e que tem vindo a lume nas reuniões do executivo.

A falta de efectivos nos dois postos da GNR do concelho de Benavente é um problema com anos e que tem vindo a lume nas reuniões do executivo e assembleia municipal com maior frequência desde que a população se uniu para se queixar de episódios de agressão, furtos e desrespeito provocados por elementos de uma comunidade local. Além de insuficientes em número, tal como já explicou o presidente do município Carlos Coutinho, o aumento de trabalho burocrático impede os militares de realizar mais patrulhamento.

Carlos Coutinho já reuniu com a GNR em busca de soluções para pôr fim ao ambiente de insegurança e uma delas passa pela criação de condições para que as patrulhas a cavalo possam ser instaladas naquele concelho de forma a garantir mais patrulhamento de proximidade. Até à data, referiu o autarca, os cavalos têm de se deslocar de Tomar a Benavente para auxiliar nas patrulhas, por não haver estábulos para os acomodar naquele concelho. Para os animais parece uma óptima notícia, pois vão deixar de fazer uma distância de mais de cem quilómetros para trabalhar. Resta saber se haverá militares ao serviço para montar os bichos ou se, à falta deles, os equinos vão ser treinados para trabalhar a solo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1475
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1475
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo