Sociedade | 15-10-2020 20:00

Não há médicos de família para 80 mil habitantes da região

Azambuja é o mais preocupante, com cerca de metade da população atingida. Recente colocação de novos médicos vai reduzir significativamente esses números.

Na região ribatejana existem cerca de 80 mil utentes sem médico de família. No distrito de Santarém, que engloba 21 municípios, contabilizam-se 62.269 utentes sem médico de família, no concelho de Vila Franca de Xira 6.858 e no concelho de Azambuja 11.326. Os dados foram recolhidos por O MIRANTE, há cerca de duas semanas, junto da Autoridade Regional de Saúde (ARS). Entretanto, a ARS informou o nosso jornal que vai haver um reforço de médicos de família, nomeadamente na zona do Médio Tejo, que deve reduzir o número de pessoas sem médico.

Em Azambuja, já no distrito de Lisboa, a situação é preocupante. Num concelho com cerca de 21 mil habitantes, metade da população não tem médico de família. Luís de Sousa, presidente da câmara, já havia dito que existe uma grande dificuldade em atrair os profissionais de saúde para o concelho, mesmo tendo o município disponibilizado incentivos e ajudas de custo nos transportes e habitação.

* Reportagem desenvolvida na edição semanal em papel desta quinta-feira, 15 de Outubro

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1478
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1478
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo