Sociedade | 17-10-2020 15:00

Futuro do Campo Infante da Câmara em ponto morto

Não se prevêem grandes novidades para os próximos tempos no que toca à requalificação dessa zona nobre da cidade.

Assunto já com barbas em Santarém, o futuro do Campo Infante da Câmara voltou a ser abordado na última sessão da assembleia municipal para se chegar à conclusão que não se prevêem grandes novidades para os próximos tempos. O eleito Francisco Mendes, do movimento independente Mais Santarém, que integrou as listas do PS, recordou que em Junho de 2018 a assembleia municipal aprovou uma moção no sentido de ser feito um estudo prévio para estar concluído até final desse ano. Depois, em Outubro de 2018, foram aprovadas as linhas orientadoras a que esse estudo prévio devia atender, mas o famigerado estudo continua por concluir.

Daí para cá, as únicas novidades foram as decisões do município de localizar o novo terminal de autocarros no antigo campo da feira – o que ainda não aconteceu - e ceder a colectividades da cidade mais alguns espaços existentes nessa zona nobre da cidade. Medidas avulsas que o presidente do município, Ricardo Gonçalves (PSD), considera não colidirem com o futuro projecto. Para já, informou o autarca, a Faculdade de Arquitectura de Lisboa tem estado a trabalhar no projecto e em breve o município entrará também nesse processo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1478
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1478
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo