Sociedade | 25-10-2020 18:00

Vale da Pucariça precisa de obras para resolver inundações

A empreitada global pode chegar aos dois milhões de euros. O próximo passo, depois dos projectos e orçamentos, é avançar para uma candidatura a fundos comunitários.

O presidente da Junta de Freguesia de Rio de Moinhos, Rui André, recordou, na última sessão da Assembleia Municipal de Abrantes, os prejuízos causados por várias intempéries em diversas zonas do concelho, nomeadamente a depressão Elsa, em Dezembro do ano passado. O autarca do movimento independente falou também do mau tempo que, há cerca de duas semanas, voltou a causar prejuízos na sua freguesia. “Há duas semanas a freguesia de Rio de Moinhos ficou em alerta máximo. Não por causa dos incêndios, mas devido às cheias. Ainda não começou a época das chuvas e adivinha-se um Inverno frio e rigoroso. Espero estar enganado”, referiu.

O presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Valamatos, respondeu dizendo que o município pretende avançar com uma intervenção naquela zona do concelho. O presidente da União de Freguesias de Aldeia do Mato e Souto, Álvaro Paulino, interveio para alertar para a necessidade de uma acção na ribeira de Pucariça dizendo que a população está cansada de viver em alerta sempre que chove. O autarca reconhece que o município age imediatamente sempre que há algum problema.

Manuel Valamatos disse que o município chegou a acordo com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) tendo decidido que a Câmara de Abrantes vai liderar a realização dos projectos. O autarca explicou que já pediram orçamentos a quatro empresas para intervir no vale da Pucariça e também em Martinchel, Sentieiras e Aldeia do Mato. A empreitada global pode chegar aos dois milhões de euros. O próximo passo, depois dos projectos e orçamentos, é avançar para uma candidatura a fundos comunitários. Valamatos quer a obra pronta antes do Inverno do próximo ano.

Sempre que chove muito são habituais as enxurradas na ribeira da Pucariça. “Temos que criar condições técnicas e estruturais capazes de aguentar o maior caudal provocado pela chuva”, reforça.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo