Sociedade | 20-11-2020 10:00

Seis concorrentes para obra no antigo externato do Sardoal

Primeiro concurso para transformar o imóvel em biblioteca municipal ficou deserto.

Depois do primeiro concurso para requalificação do antigo Externato Rainha Santa Isabel, no Sardoal, ter ficado deserto apareceram agora seis concorrentes. A informação foi dada pelo presidente da Câmara do Sardoal, Miguel Borges (PSD), em sessão camarária, acrescentando que o processo está em fase de audiência prévia. O autarca esclareceu a situação após ser questionado pelo vereador Carlos Duarte (PS) sobre o futuro da biblioteca municipal.

A Câmara do Sardoal avançou com uma candidatura a fundos comunitários para avançar com as obras no edifício do antigo externato. A intenção é instalar ali a biblioteca municipal. Após o período de audiência prévia, o processo será enviado para o Tribunal de Contas que tem que dar visto à empreitada. Só depois se poderá iniciar a obra.

Miguel Borges não acredita que a nova biblioteca esteja a funcionar em menos de dois anos. “Pela experiência que temos das respostas do Tribunal de Contas, todos os procedimentos administrativos e burocráticos. A obra vai ter a duração de cerca de um ano e além disso estamos a atravessar uma pandemia. Talvez daqui a dois anos a biblioteca municipal possa estar a funcionar no edifício do antigo externato”, referiu.

O presidente da Câmara do Sardoal garante que o trabalho na actual biblioteca municipal está em articulação com a escola, rede de bibliotecas e outras bibliotecas no âmbito da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. “Nunca o trabalho em rede e em equipa foi tão bem feito como agora e isso vê-se pela qualidade que tem sido a nossa semana de leitura e outras actividades realizadas ao longo do ano”, sublinhou Miguel Borges.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo