Sociedade | 25-11-2020 10:00

Desvio de dinheiro obriga a demissão da presidente dos Companheiros da Noite

Desvio de dinheiro obriga a demissão da presidente dos Companheiros da Noite
NOTÍCIA COMPLETA

Direcção da associação que apoia famílias carenciadas e sem-abrigo no concelho de Vila Franca de Xira evitou o recurso à justiça e acordou com a ex-presidente a devolução do valor do desfalque, cerca de 6 mil euros.

A presidente dos Companheiros da Noite, Alice Fael, demitiu-se do cargo que ocupava desde 2015, depois de se descobrir que vinha desviando fundos da associação que presta apoio a famílias carenciadas e pessoas em situação de sem-abrigo. Em causa está uma quantia a rondar os seis mil euros da qual se apoderou e terá usado em benefício próprio. Sem polícia ou justiça metida ao barulho, a direcção está a tentar resolver tudo internamente.

A tesoureira da associação, Anabela Ferreira, explicou a O MIRANTE que foi feito um compromisso legal com Alice Fael em como terá que repor, de forma faseada, essa quantia. E isso, garante, tem acontecido. “Cometeu um erro e assumiu-o. Desvinculou-se e para a associação isso é o mais importante”, sublinha a tesoureira, adiantando que a falta de seis mil euros não limitou o apoio da associação junto daqueles a quem presta apoio alimentar. Contactada por O MIRANTE, Alice Fael, optou por não comentar a situação.

Os sócios e voluntários foram informados da demissão da presidente e da ilegalidade cometida na última assembleia geral, que decorreu via online, a 13 de Novembro. Houve quem questionasse e pedisse justificações para o sucedido, mas acima de tudo, destaca Anabela Ferreira, todos se mostraram disponíveis para continuar a colaborar com a associação.

Os Companheiros da Noite integram a Rede Social do concelho de Vila Franca de Xira e apoiam actualmente 90 famílias carenciadas e 75 pessoas em situação de sem-abrigo com entregas de cabazes alimentares e refeições quentes. “Um apoio não poderia nunca ser posto em causa”, frisa a vice-presidente, Sara Simões, acrescentando que a direcção vai continuar a gerir a associação até 15 de Janeiro, data das próximas eleições.

O comportamento de Alice Fael “foi inesperado, mas agimos de forma a resolver o problema internamente, pondo os interesses da associação primeiro e para que fosse prejudicada o mínimo possível”, afirmou a vice-presidente.

Ainda em assembleia-geral foi apresentado e aprovado o orçamento e plano de actividades para 2021. De acordo com a tesoureira, a associação, que vive sobretudo de donativos e quotizações, está financeiramente estável e livre de dívidas. Este ano concorreram ao Programa de Apoio ao Movimento Associativo da Câmara de Vila Franca de Xira tendo conseguido apoio para a remodelação da cozinha onde confeccionam e armazenam os alimentos que distribuem. No total tem cerca de 428 sócios inscritos, dos quais cerca de 185 têm as quotas em dia e 50 são, em simultâneo, voluntários.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1490
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1490
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo