Sociedade | 11-01-2021 12:30

Direcção da Cerci de Azambuja apresenta pedido de demissão

Direcção da Cerci de Azambuja apresenta pedido de demissão

A três anos do final do mandato e com um balanço que superou positivamente todas as expectativas, o conselho de administração da Cerci de Azambuja pede a demissão.

O conselho de administração da Cerci Flor de Vida, instituição de Azambuja que apoia pessoas com deficiência, apresentou a 2 de Janeiro a sua demissão, um mês antes de completar o primeiro ano de um mandato de quatro, à frente da instituição. O pedido está a ser analisado pela Mesa da Assembleia que, para já, face à conjuntura actual de pandemia decidiu alargar o período de reflexão antes de decidir se convoca novas eleições.

A O MIRANTE, José Manuel Franco, presidente da instituição, explica que este pedido se prende com novos objectivos e projectos que a Cerci tem para os próximos anos, como a criação de uma Unidade de Cuidados Continuados e Estrutura Residencial para Idosos. “Estamos numa fase de apresentar novos projectos, e precisamos de ter a certeza que a administração é capaz de cumprir estes objectivos”, explicou o dirigente, sublinhando que “as mudanças não têm de acontecer apenas quando há resultados negativos”.

A decisão foi tomada durante uma reunião entre os membros do Conselho de Administração onde se chegou à conclusão que é preciso “reforçar a equipa e descentralizar o poder”, disse José Manuel Franco, negando a existência de conflitos entre membros da direcção.

*Notícia desenvolvida na próxima edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1491
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1491
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo