Sociedade | 12-01-2021 10:00

Água em Alcanena não é a mais cara do distrito de Santarém

Água em Alcanena não é a mais cara do distrito de Santarém
SOCIEDADE

Estudo da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas que apontava Alcanena como o concelho do distrito de Santarém com o preço mais elevado da água da rede teve por base dados errados.

Alcanena não é o concelho com o preço da água mais alto do distrito de Santarém. Ao contrário do que foi noticiado na última edição de O MIRANTE, onde um estudo da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN) colocava o município de Alcanena como o que teria o valor mais elevado da água da rede, considerando como referência a taxa fixa mensal acrescida da taxa variável correspondente a uma pessoa (valor sem IVA), o valor da água neste município era, em Dezembro de 2019, de 5,79 euros e não de 8,86 euros.

De acordo com nota da Aquanena, enviada à nossa redacção, os valores das tarifas variáveis de água, com base nos quais foram efectuados os cálculos do estudo da APFN, não correspondem ao tarifário em vigor a 31 de Dezembro de 2019. Na mesma nota a Aquanena sustenta que o estudo da APFN se baseou no tarifário em vigor quando a Luságua ainda era gestora do sistema de abastecimento de água, “uma situação que se alterou após 17 de Outubro de 2019 e que teve uma consequente mudança no tarifário em vigor que, na altura, sofreu uma redução média de 16% no valor total da factura”.

Recorde-se que a Aquanena, empresa municipal de águas e saneamento de Alcanena, foi constituída em 2018 para gerir os sistemas públicos de captação e distribuição de água, a drenagem e tratamento de águas residuais, a manutenção dos espaços verdes, a limpeza urbana e a gestão de águas pluviais e linhas de água, tendo entrado em funcionamento em Outubro de 2019, substituindo a Luságua que iniciou actividade em 2001.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1490
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1490
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo