Sociedade | 13-01-2021 17:33

CHMT com mais camas para doentes com Covid-19

CHMT com mais camas para doentes com Covid-19

O Centro Hospitalar do Médio Tejo iniciou uma nova fase do plano de contingência da pandemia. A transferência do Serviço de Ortopedia de Abrantes para Tomar permitiu aumentar, em cerca de três dezenas, o número de camas disponíveis para doentes com Covid-19.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), que contempla as unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, aumentou a capacidade de internamento para doentes com Covid-19. Em comunicado, a administração do CHMT, refere que existem agora 130 camas disponíveis, mais 26, somando-se ainda mais cinco nos cuidados intensivos. A extensão de actividade surge na sequência da decisão da tutela que atribuiu 197 camas ao CHMT para tratamento de doentes covid em enfermaria, afirma.

A condição actual, esclarece, tornou inevitável a transferência do Serviço de Ortopedia para a Unidade Hospitalar de Tomar, a exemplo do que aconteceu na primeira fase da pandemia.

Devido ao aumento do número de camas nos cuidados intensivos, o centro também foi obrigado a transferir profissionais dos blocos operatórios para o Serviço de Medicina Intensiva, o que levou à suspensão da actividade cirúrgica, com excepção das cirurgias inadiáveis, urgentes e emergentes.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo funciona em regime de complementaridade de valências, abrangendo uma população de cerca de 260 mil habitantes de 11 concelhos do Médio Tejo, distrito de Santarém, Vila de Rei, distrito de Castelo Branco, e ainda dos municípios de Gavião e Ponte de Sor, ambos do distrito de Portalegre.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1491
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1491
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo