Sociedade | 21-02-2021 15:00

Torres Clean faz limpezas domésticas e industriais em toda a região

Torres Clean faz limpezas domésticas e industriais em toda a região
ECONOMIA
Catarina Figueiredo, Francisco Raposo

Empresa tem uma equipa de sete profissionais e nunca deixou de prestar serviços.

Numa altura em que muitas empresas estão fechadas devido à Covid-19, a Torres Clean nunca fechou. É certo que teve o cancelamento de alguns serviços, mas por terem várias parcerias com alguns órgãos estatais, possibilitou a continuidade dos seus serviços de limpeza, visto que no actual momento que o país vive, a limpeza e desinfecção são uma das variadas formas de protecção bem como controlo de propagação.

A Torres Clean faz limpezas domésticas e industriais, bem como limpezas em clínicas, escritórios, terrenos e obras. Faz também lavagem de janelas e vidros e tem serviço de engomadoria.

Francisco Raposo e a esposa, Catarina Figueiredo, criaram a Torres Clean há dois anos. A ideia de ter um negócio próprio era alimentada pelo casal há algum tempo e a situação de desemprego em que se encontrava Catarina precipitou a decisão. A escolha do sector foi feita após uma prospecção do mercado. O investimento inicial foi feito sem recurso a crédito.

Os serviços da Torres Clean foram inicialmente divulgados através do Facebook mas ao fim de um ano a empresa começou a ter tantas solicitações que Francisco Raposo deixou o emprego que tinha para se juntar à esposa no desenvolvimento do projecto. Hoje a empresa tem sete colaboradores.

A Torres Clean começou com limpezas domésticas, cerca de duas a três horas por semana, mas cresceu muito quando uma empresa nacional pediu um orçamento. Solicitações de empresas de construção obrigaram a novos investimentos. “Os resultados financeiros só começaram a surgir ao fim de um ano”, refere Catarina Figueiredo.

A empresária diz que a Torres Clean prima pela proximidade com os clientes e por uma total disponibilidade. “Temos muitos clientes esporádicos, por exemplo têm casas só para lá irem de fim-de-semana e nós temos as chaves dessas casas. Os clientes só nos ligam a dizer que em tal dia vão à casa e pedem que vamos lá limpar” exemplifica.

Catarina Figueiredo diz que vai encontrando todo o tipo de realidades no seu serviço mas que, só uma vez por outra, há situações completamente fora do normal. “Lembro-me de um senhor que era extremamente bem formado, que morava sozinho e estava numa depressão. Tinha uma casa lindíssima mas estava muito suja. Até havia beatas de cigarros apagadas nas gavetas. O facto de ter começado a beber em demasia fazia com que houvesse imensas garrafas espalhadas por toda a casa. A cozinha e as casas-de-banho estavam pretas. Demorámos cinco dias a limpar tudo”, conta.

Os planos do casal passam por tentar ganhar concursos para poderem trabalhar com as grandes superfícies. Catarina, de 32 anos, e Francisco, de 31 anos, todos os dias agradecem às pessoas que acreditaram neles e nos colaboradores que vestem a camisola da empresa. Têm duas crianças pequenas, o que não facilita a gestão da empresa. Mas o casal de jovens adora desafios e a Torres Clean tornou-se um caso de sucesso. A sede da empresa é em Riachos mas os clientes para quem trabalham estão em muitas localidades, de Santarém a Castelo Branco.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1496
    10-02-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1496
    10-02-2021
    Capa Vale Tejo