Sociedade | 25-02-2021 12:30

Antigo hospital de Vila Franca de Xira vai ter uma nova vida

Antigo hospital de Vila Franca de Xira vai ter uma nova vida
SOCIEDADE

Projecto da Misericórdia contempla construção de clínica ambulatória em associação com um grupo de saúde, unidade de cuidados continuados e estrutura residencial para idosos.

As obras de construção e requalificação dos edifícios onde funcionou o antigo hospital de Vila Franca de Xira, que vai ser adaptado em campus de saúde, devem arrancar no primeiro semestre deste ano. O objectivo é traçado a O MIRANTE por Armando Jorge de Carvalho, provedor da Santa Casa da Misericórdia (SCM), dona do imóvel.

Numa altura em que o país luta contra a pandemia de coronavírus, e todas as unidades de saúde podem fazer a diferença, o dirigente garante que os compromissos assumidos com o Estado implicam que a obra arranque este ano e promete que as primeiras demolições dos edifícios devolutos ocorrerão antes de Maio.

Isto apesar de na última semana o projecto de requalificação ter sofrido um revés com o concurso público lançado pela SCM, no valor de 4,8 milhões de euros, a ficar deserto. Das 10 empresas pré-seleccionadas para apresentar propostas oito consideraram a verba inscrita demasiado curta e duas apresentaram valores que se situavam 40 a 60 por cento acima dos 4,8 milhões de euros. “Estamos neste momento a reanalisar o caderno de encargos para actualizar os valores de algumas matérias-primas e para lançar novo concurso”, afiança o provedor.

O prazo de execução previsto para as obras é de 18 meses. A reabilitação daquele velho e degradado edifício, fechado há nove anos, vai permitir criar uma Unidade de Cuidados Continuados Integrados para idosos com capacidade de 123 camas e uma Estrutura Residencial para Idosos com 52 camas. Isso permitirá, segundo a Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca de Xira, criar até duas centenas de postos de trabalho.

Há muito que o antigo hospital da cidade tem sido alvo de queixas de alguma vizinhança por causa do estado de degradação a que chegou. O espaço é gerido desde 1975 pelo Serviço Nacional de Saúde mas foi entregue à Misericórdia em 2012. Algum do equipamento médico que existia no interior foi doado a uma organização não governamental da Guiné. O antigo hospital fechou em Abril de 2013, altura em que todos os serviços hospitalares passaram para o novo hospital gerido em regime de parceria público-privada pela José de Mello Saúde.

Mais Notícias

    A carregar...