Sociedade | 01-03-2021 18:00

Passeio ribeirinho de Alverca não vai a discussão pública

Passeio ribeirinho de Alverca não vai a discussão pública
SOCIEDADE

Presidente do município de Vila Franca de Xira recusou esse procedimento por entender que a medida iria atrasar ainda mais o processo. E recordou que nos outros projectos de requalificação ribeirinha a metodologia foi igual.

Os vereadores da oposição Bloco de Esquerda e CDU na Câmara de Vila Franca de Xira defenderam na última semana que o projecto de construção do parque linear ribeirinho entre Alverca e o Sobralinho fosse submetido a consulta pública mas o presidente do município, Alberto Mesquita (PS), declinou a ideia.

A proposta, chumbada com os votos do PS, foi apresentada pelo vereador Carlos Patrão, do Bloco de Esquerda, que lamentou que o projecto não seja do conhecimento dos vereadores e considera que a construção do parque ribeirinho há muito aguardado pela população prevê acções em zonas húmidas e marginais do rio Tejo, algumas de sapal, com custos estimados na ordem dos 10 milhões de euros, que merecem ser alvo de discussão e recolha de contributos da comunidade.

“Temos uma zona industrial devoluta no Sobralinho que se calhar deveria ser utilizada para fazer zonas de lazer. Achamos que o processo, sendo da câmara, deveria estar sujeito a consulta pública”, defendeu Patrão, lembrando que o projecto vai ser pago pela câmara através da contratualização de um empréstimo bancário que será suportado por todos os munícipes.

Do lado da CDU, também Nuno Libório salientou a necessidade de ser promovida uma maior participação da população nas tomadas de decisão que são estruturantes para o concelho.

Alberto Mesquita lembrou que em todos os outros projectos de requalificação ribeirinha nenhum foi alvo de discussão pública e avisou que tal medida iria atrasar de forma irremediável todo o projecto. Negou que estejam previstas intervenções em zonas de sapal e garantiu que o projecto em breve estará disponível e acessível a quem o queira consultar.

Devido à extensão dos trabalhos e ao facto de alguns terrenos necessários para o projecto ainda estarem em fase de negociação, o passeio ribeirinho de Alverca deverá avançar de forma faseada. As obras de construção deverão demorar mais de um ano.

Actualmente o passeio ribeirinho existente no concelho de Vila Franca de Xira tem uma extensão de 12 quilómetros mas está “fatiado”: existe entre a sede de concelho e Alhandra; entre a Póvoa de Santa Iria e o limite do concelho de Loures e entre a Póvoa de Santa Iria e o Forte da Casa. Há uma ligação entre o Forte da Casa e Alverca mas não à beira rio por causa das servidões militares.

Mais Notícias

    A carregar...