Sociedade | 09-04-2021 20:26

Maria da Luz Rosinha nada surpreendida com saída de Inês Louro do PS

Maria da Luz Rosinha nada surpreendida com saída de Inês Louro do PS

Deputada socialista e ex-presidente do município de Vila Franca de Xira sublinhou que será “má opção” a autarca de Azambuja juntar-se ao Chega.

A deputada socialista e ex-presidente do município de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha, afirmou esta sexta-feira, 9 de Abril, que a saída da presidente da Junta de Azambuja, Inês Louro do Partido Socialista “não foi uma surpresa”.

“Há muito tempo que Inês Louro estava em conflito com o partido”, disse Maria da Luz Rosinha aos jornalistas, à margem de uma visita à instituição para pessoas com deficiência, Cerci Flor da Vida de Azambuja, onde estiveram também presentes a secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, os deputados Vera Brás e João Nicolau e o presidente da Câmara de Azambuja, Luís de Sousa.

Maria da Luz Rosinha frisou ainda que “se se vier a concretizar” a adesão da autarca de Azambuja ao Chega “será uma má opção, mas que as pessoas fazem as suas escolhas e arcam com as responsabilidades das mesmas”.

A presidente da da junta de freguesia que também era líder das mulheres socialistas anunciou a sua saída do PS ao fim de 31 anos de militância, invocando várias incompatibilidades com a actual direcção da concelhia. Querer ser candidata à presidência da Assembleia Municipal de Azambuja, lugar que à partida será ocupado por Luís de Sousa foi um dos assuntos fraturantes entre Inês Louro e o PS.

O MIRANTE sabe que o Chega entrou em conversações com a autarca, contudo esta ainda não terá decidido se deixa para trás os socialistas para se juntar ao partido de André Ventura e ser candidata à presidência da Câmara de Azambuja.

Mais Notícias

    A carregar...