Sociedade | 10-04-2021 10:00

Município reforça apoio a curso inovador do Politécnico de Santarém

Município reforça apoio a curso inovador do Politécnico de Santarém
SOCIEDADE

Literacia Digital para o Mercado de Trabalho é a acção formativa destinada a jovens com deficiência. Câmara vai atribuir 20 mil euros para a segunda edição.

A Câmara Municipal de Santarém aprovou a atribuição de um apoio financeiro de 20.000 euros à segunda edição do curso Literacia Digital para o Mercado de Trabalho, desenvolvido pela Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém. A primeira versão já tinha sido financiada pela autarquia com um montante de 10 mil euros.

“O curso é pioneiro e diferenciador, permitindo a certificação de jovens com 60% ou mais de deficiência intelectual, para o exercício de profissões na área digital”, sublinha a Câmara de Santarém, que dá conta da aprovação do apoio na reunião do executivo realizada no dia 5 de Abril.

A autarquia recorda que o curso foi reconhecido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, com a atribuição do “1.º selo Ação INCOde.2030”, recebeu o prémio da CES Lezíria “Movimento Escola de Afetos, Escola de Sucesso”, um “Prémio Inovação”, na Poliempreende 2019, e o “Selo Corpo Europeu de Solidariedade”, atribuído pela Agência Nacional Portuguesa ERASMUS+, Juventude em Ação/IPDJ.

O sucesso do curso em Literacia Digital para o Mercado de Trabalho traduz-se nos resultados e na alegria que alunos, pais e professores não conseguem esconder, conforme O MIRANTE relatou em reportagem publicada recentemente. A Escola Superior de Educação abriu o curso em Outubro de 2018 com o objectivo de dar as mesmas ferramentas e oportunidades a jovens com mais de 18 anos que tenham uma incapacidade intelectual igual ou superior a 60 %. O programa, que não confere um grau académico, é o primeiro modelo de ensino superior inclusivo no país e teve em Maria Barbas, professora coordenadora na ESE, a sua principal mentora.

Mais Notícias

    A carregar...