Sociedade | 03-05-2021 18:00

Ladrões de catalisadores continuam a atacar

Ladrões de catalisadores continuam a atacar
SOCIEDADE

No dia 24 de Abril um condutor da Póvoa de Santa Iria quase que presenciou o roubo do catalisador do seu carro no espaço de tempo que só deu para visitar o parque ribeirinho. Polícia suspeita de três indivíduos mas os casos continuam a aumentar.

Em apenas três horas o dono de um automóvel que foi visitar a zona ribeirinha da Póvoa de Santa Iria na tarde de sábado, 24 de Abril, viu o seu carro ficar sem catalisador. O dono do veículo prefere não ser identificado mas contou a O MIRANTE tudo o que aconteceu e lamenta que os ladrões continuem à solta.

O condutor parou o carro no parque de estacionamento da zona ribeirinha pelas 16h00 e quando voltou, pelas 19h00, percebeu que a viatura tinha sido assaltada. “Fazia um ruído imenso e quando vimos debaixo do carro percebemos que tinham levado o catalisador. Usaram uma rectificadora e fugiram. Ninguém viu nada. A Póvoa está um caos”, lamenta. O prejuízo ronda os 700 euros.

A queixa contra desconhecidos foi apresentada na esquadra local da PSP. Só este ano a PSP já tem registo de 35 crimes participados no concelho de VFX sobre roubo de catalisadores. Cinco foram apenas tentativas, de onde resultaram danos nos automóveis.

A PSP explica que está atenta e tem realizado diligências para identificar e responsabilizar os autores. Três homens estão a ser investigados pela esquadra de investigação criminal para consolidar e arranjar prova dos crimes.

O roubo é feito em poucos minutos, é fácil e em locais muito diversificados o que dificulta a acção da polícia. A PSP pede à comunidade que fique atenta e reporte de imediato às autoridades todos os comportamentos estranhos em redor de viaturas.

Há também registo de casos em Benavente e Santarém. Segundo a GNR, no primeiro trimestre de 2021 foram efectuadas duas detenções e registada uma dezena de furtos de catalisadores no distrito de Santarém, sendo que cinco deles ocorreram no concelho de Benavente.

Os catalisadores rendem milhares de euros depois de vendidos a sucateiras. O catalisador, um filtro de redução das emissões poluentes dos automóveis existente na zona do tubo de escape dos automóveis, é composto por metais preciosos como platina, paládio e ródio que chegam a valer cinco vezes mais do que o ouro quando vendidos no mercado paralelo.

Mais Notícias

    A carregar...