Sociedade | 04-05-2021 12:30

Pandemia potenciou maus-tratos a crianças mas casos detectados diminuíram

Pandemia potenciou maus-tratos a crianças mas casos detectados diminuíram
SOCIEDADE

Hospital Distrital de Santarém registou redução substancial de novas situações em 2020, num total de 19 casos.

O Hospital Distrital de Santarém (HDS) registou no ano passado 19 novos casos de maus-tratos a crianças sinalizados, o que representa uma redução de 49% face a 2019. Dos números de 2020, 8 casos referem-se a maus-tratos físicos, 5 a abuso sexual, 4 a negligência e 2 a maus-tratos psicológicos.

“A descida do número de casos reportados deve-se à situação de pandemia e ao confinamento que mascaram os números. Importa considerar que, além da diminuição das denúncias, este contexto tende a aumentar a probabilidade de maus-tratos”, lê-se em comunicação do HDS.

Uma ideia reforçada por Marcos Sanches, pediatra e elemento do Núcleo Hospitalar de Apoio a Crianças e Jovens em Risco (NHACJR) do HDS: “A Covid-19 trouxe condições que potenciaram a ocorrência de maus-tratos infantis”.

O HDS tem em curso a campanha “A violência não pode ser um segredo” durante o mês de Abril. No âmbito do Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância, a campanha inclui diversos suportes partilhados nas redes sociais, dirigidos quer aos profissionais da unidade hospitalar, quer à população em geral. “As crianças, seres indefesos, procuram e exigem a felicidade que lhes poderá estar a ser retirada”, sublinha o pediatra, num vídeo integrado na campanha organizada pelo HDS.

Marcos Sanches adverte que “cabe a todos, profissionais de saúde e sociedade, alertar para a problemática e sinalizar”. Além de Marcos Sanches, o núcleo integra uma psicóloga, Sheila Sousa, uma enfermeira, Sandra Paulino, e uma assistente social, Isabel Jorge, é acrescentado na nota.

Mais Notícias

    A carregar...