Sociedade | 07-05-2021 12:30

Burlões fazem-se passar por estagiários  da Câmara de Vila Franca de Xira

Burlões fazem-se passar por estagiários  da Câmara de Vila Franca de Xira
SOCIEDADE

Moradores têm recebido telefonemas a perguntar se vivem sozinhos e a que horas vão às compras, possivelmente com o objectivo de assaltar as residências. Município pede atenção e a PSP já foi notificada.

Vários idosos do concelho de Vila Franca de Xira estão a receber telefonemas de pessoas que se apresentam como estagiários da câmara municipal, dizem que estão a ligar em nome do presidente, Alberto Mesquita, e colocam questões sobre a situação de isolamento destas pessoas.

Os burlões dizem que vão da parte de um serviço municipal de apoio aos idosos e querem saber se os mais velhos vivem sozinhos, a que horas vão às compras e se têm família próxima que os visite regularmente. Uma situação que pode potenciar assaltos e por isso a Câmara de Vila Franca de Xira lançou um alerta público pedindo para que todas as situações sejam relatadas de imediato ao município ou às entidades policiais, depois da câmara ter recebido diversos alertas de idosos sobre o assunto.

“A câmara esclarece que estes contactos nada têm a ver com qualquer projecto ou iniciativa da autarquia no âmbito da sua intervenção social”, alerta o município. E vai mais longe, pedindo “a máxima atenção” dos moradores para este tipo de abordagens. A autarquia já notificou formalmente a Polícia de Segurança Pública, que já está a investigar a situação.

Esta é mais um caso de burla a idosos em Vila Franca de Xira, depois de em Março a Unidade de Saúde Familiar de Vila Franca de Xira ter alertado para falsos enfermeiros que andavam a contactar idosos tentando entrar nas habitações com a desculpa de estarem a preparar a vacinação contra a Covid-19. “Introduzem-se em casa dos idosos, tiram fotografias do espaço e dizem que vão voltar para agendarem a vacinação ao domicílio”, explicou a USF Terras de Cira.

A polícia recomenda que nunca se abra a porta nem sejam cedidas informações, dados pessoais ou objectos pessoais “em nenhuma circunstância”. No caso dos telefonemas do município é recomendado que os moradores desliguem a chamada e contactem directamente a câmara municipal.

Mais Notícias

    A carregar...