Sociedade | 09-06-2021 18:00

A Misericórdia de Santarém e a esperança

A Misericórdia de Santarém e a esperança
DIVULGAÇÃO
Santa Casa da Misericórdia de Santarém comemora este ano o 521º aniversário (foto DR)

Estamos a comemorar o 521º aniversário da fundação da Misericórdia.

Estamos a comemorar o 521º aniversário da fundação da Misericórdia. Ao longo dos anos temos vivido períodos de tempo nem sempre fáceis, contudo a Missão da Instituição remete-nos para a construção de respostas adequadas e à medida dos problemas identificados.

O ano de 2020 foi o mais difícil dos últimos anos, aquele em que nos confrontámos com desafios diários não planeados mas a exigir uma solução rápida. Ouvimos pela primeira vez falar de pandemia. Foi em Abril que nos confrontámos com os efeitos directos da contaminação. Vivemos a experiência do medo e do sentimento de estarmos a lidar com o desconhecido, unimo-nos, pedimos ajuda e obtivemo-la, sentimo-nos apoiados. Percebemos que havia uma rede de suporte no exterior com a qual podíamos contar e essa foi, quiçá, a maior descoberta. Há um conjunto de profissionais de diferentes entidades, que estão disponíveis para nos ajudar, nomeadamente nos serviços de saúde, na Segurança Social, na autarquia e na proteção civil, sem esquecer de todos os outros parceiros.

Foi um ano muito difícil, com surtos de Covid-19, com perda de vidas, vividos com muita angústia e medo mas sempre com esperança na melhoria, com a garantia que tínhamos todos os recursos disponíveis quer em equipamentos, quer em infra-estruturas nomeadamente quando fomos autorizados a utilizar as instalações do antigo CAES, adjacentes à ERPI de S. Domingos para colocar idosos e protegê-los da eventual contaminação. Não descurámos o “cuidar”, minimizámos o efeito do distanciamento, quer no dia-a-dia dos utentes quer no quotidiano das famílias a quem sempre informámos do que se passava e de quem sempre obtivemos um retorno muito gratificante. Tivemos quase uma centena de casos de infeção, ultrapassámos sempre com um objetivo: “Amanhã será melhor...”

Hoje voltámos a um quotidiano próximo do anterior “normal” e continuamos a fomentar a esperança em dias ainda melhores. Por isso, este aniversário tem sido vivido com mais intensidade e partilha. Vimos as famílias a participarem neste processo de reanimação do quotidiano, vimos as crianças e os idosos a colaborarem com o mesmo objectivo. É tempo de usufruir da estabilidade e paz que se gera à nossa volta!.

Mais Notícias

    A carregar...