Sociedade | 22-07-2021 10:00

Amélia Grazina vive na angústia de ficar sem tecto

Amélia Grazina vive na angústia de ficar sem tecto
SOCIEDADE
Amélia Grazina vai ficar sem casa em Agosto

Tem ordem de despejo para cumprir até Agosto e ficou fora do concurso de habitação social da Câmara de Benavente. Desesperada, foi à autarquia pedir ajuda. Presidente do município diz que os serviços estão a tentar encontrar uma solução.

A viver por caridade numa casa que pertence ao ex-marido, em Benavente, Amélia Grazina, de 62 anos, tem uma ordem de despejo para cumprir até final de Agosto. Aguardava há dois anos pela abertura do concurso de atribuição de habitação social em Benavente, mas soube agora que ficou de fora. Desesperada, foi à reunião do executivo camarário de 19 de Julho suplicar por uma solução.

“Estou desesperada. A única coisa que precisava era que me dessem a mão”, disse a mulher que está de baixa médica e tem uma filha a estudar na faculdade, em Coimbra.

O presidente do município, Carlos Coutinho, mostrou-se compreensivo com a situação e garantiu que a autarquia está a tentar encontrar uma solução para este e outros casos “graves” que ficaram de fora do concurso.

*Notícia desenvolvida na próxima edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...