Sociedade | 22-07-2021 12:00

Obras no Largo do Mosteiro de Almoster estão prontas três anos depois

Obras no Largo do Mosteiro de Almoster estão prontas três anos depois
SOCIEDADE
Requalificação do Largo do Mosteiro de Almoster fica concluída três anos depois do prazo inicialmente previsto

Empreitada decorreu de forma atribulada, esteve parada por dificuldades do primeiro empreiteiro e chega ao fim muito para lá do prazo inicialmente previsto.

A atribulada empreitada de requalificação do Largo do Mosteiro de Almoster deve esta concluída o mais tardar esta semana, revelou o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, na última reunião do executivo, realizada a 12 de Julho. A obra chega ao fim três anos depois do prazo inicialmente previsto.

A empreitada inicial, adjudicada à empresa Perene S.A. por 288.889 euros mais IVA, foi consignada a 2 de Abril de 2018 e tinha um prazo de execução previsto de 120 dias. Devia estar concluída até 31 de Julho de 2018 mas a empresa entrou em dificuldades financeiras.

A obra ficou parada largos meses devido a alegados incumprimentos do empreiteiro, com quem entretanto o município rescindiu contrato em Agosto de 2019. Antes, em Março de 2019, a autarquia já tinha decidido aplicar uma multa à construtora no valor de 57.777 euros por incumprimento do contrato da empreitada, tendo a empresa recorrido para o Tribunal Administrativo de Leiria a requerer anulação dessa penalização.

Com a obra parada a meio, em 12 de Novembro de 2020, a Câmara de Santarém adjudicou os trabalhos que faltavam à empresa Desarfate – Desaterros de Fátima Lda., pelo valor total de 341.850 euros. O auto de consignação foi assinado a 1 de Fevereiro. O prazo de execução previsto era de quatro meses, sendo a obra comparticipada em 85% por fundos comunitários. No entanto, devido a alguns achados arqueológicos e necessidade de pronúncia por parte da DGPC (Direcção-Geral do Património Cultural), o prazo estendeu-se por algumas semanas.

Refira-se que a Câmara de Santarém teve de aumentar substancialmente o valor base do concurso para conclusão da obra para tentar atrair empresas. O município lançou no final de Setembro de 2020 novo concurso, com um valor base de 324.997, depois de o primeiro, no valor de 259.692 euros, ter ficado deserto.

O impasse nas obras deu muitas dores de cabeça tanto à população como à colectividade local e aos proprietários do lagar e da garagem particular que têm acessos através do largo onde decorreu a empreitada.

Mais Notícias

    A carregar...