Sociedade | 26-07-2021 22:44

Polícia apanha pena suspensa por agredir a mulher e filho em Samora Correia

Polícia apanha pena suspensa por agredir a mulher e filho em Samora Correia
O MIRANTE teve acesso às imagens de videovigilância que fizeram prova da violência das agressões.

Agrediu com violência a ex-companheira, os pais desta e feriu o filho bebé durante uma visita parental, numa pastelaria da cidade.

O agente da PSP que agrediu a ex-companheira e o filho bebé, na altura de nove meses, numa pastelaria em Samora Correia foi condenado a quatro anos e dois meses de prisão, com pena suspensa. O homem, de 35 anos, ficou ainda proibido de se aproximar da vítima e dos dois filhos gémeos de ambos, privado de exercer o exercício do poder paternal e sujeito ao pagamento de uma indemnização.

Estava acusado pelo Ministério Público (MP) de um crime de violência doméstica contra a ex-companheira, dois crimes de violência doméstica contra os filhos e de ofensa à integridade física simples aos avós maternos das crianças.

O caso remonta a 31 de Agosto de 2019. Eram cerca de 10h00, quando Salomé Santiago se encontrou com o ex-companheiro na pastelaria O Forno, em Samora Correia, uma vez que este estava obrigado a visitar os bebés sempre em local público. A visita decorria com normalidade até o agente da PSP receber um telefonema que o deixou alterado. Ameaçando fugir com os meninos, agrediu todos aqueles que se puseram no seu caminho, sempre com um dos filhos ao colo.

O MIRANTE teve acesso às imagens de videovigilância que fizeram prova da violência das agressões.

*Saiba todos os pormenores deste caso na edição semanal de O MIRANTE de 29 de Julho.

Mais Notícias

    A carregar...