Sociedade | 09-10-2021 15:00

Judiciária investiga presidente da Junta da Bemposta por abuso de poder e falsificação

Judiciária investiga presidente da Junta da Bemposta por abuso de poder e falsificação
Manuel Alves, presidente da Junta da Bemposta

Manuel Alves é suspeito, na sequência de uma denúncia anónima, de ter favorecido a esposa e uma prima num concurso para contratação de pessoal para a autarquia que lidera. Autarca diz estar a colaborar com a autoridade policial.

O presidente da Junta de Freguesia da Bemposta, Manuel Alves, está a ser investigado pela Polícia Judiciária por abuso de poder e falsificação de documentos. Em causa está uma investigação no âmbito de um concurso para a ocupação de dois postos de trabalho na autarquia, que envolve a esposa e uma prima de Manuel Alves.

O autarca socialista, que foi reeleito para o cargo na freguesia do concelho de Abrantes, nas eleições de 26 de Setembro, confirma a O MIRANTE que está a ser investigado pela Polícia Judiciária, na sequência de “uma denúncia anónima”, mas não quer avançar pormenores. “Não posso nem devo fazer quaisquer declarações sobre o assunto”, diz Manuel Alves, acrescentando que tem colaborado com as autoridades, que já solicitaram documentos à junta de freguesia, que “foram entregues”.

Mais Notícias

    A carregar...