Sociedade | 14-10-2021 14:08

Ninhos de vespa asiática nas Quintas deixam moradores em alerta

Ninhos de vespa asiática nas Quintas deixam moradores em alerta

Altura a que as vespas fazem os ninhos é cada vez mais elevada, o que está a dificultar os trabalhos de remoção.

Foram detectados dois ninhos de vespa asiática, entre Agosto e Setembro na localidade das Quintas, União de Freguesias de Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras. A divisão de ambiente da Câmara de Vila Franca de Xira, através de uma empresa especializada já se deslocou ao local, mas a demora da sua remoção está a alarmar a população.

A O MIRANTE chegam relatos de moradores preocupados que têm encontrado vespas asiáticas no interior das suas casas e há mesmo que já tenha receio de frequentar as varandas e quintais.

Um dos ninhos fica situado numa oliveira, na rua dos Casalinhos, próximo de habitações. O outro, avistado e reportado à protecção civil há cerca de dois meses, está localizado numa árvore, na estrada dos Lóios, a uma altura considerável, o que tem atrasado a sua remoção, explicou a O MIRANTE o coordenador da protecção civil municipal, António Carvalho.

“Para o poder retirar em segurança a empresa está a tentar arranjar uma plataforma com a altura necessária”, acrescentou.

Nos primeiros seis meses do ano foram identificados e destruídos 37 ninhos no concelho de Vila Franca de Xira, sendo que a maioria estava localizado nas freguesias mais urbanas. O avistamento cada vez mais frequente e o facto de as vespas fazerem os ninhos em locais ou árvores a uma altura cada vez maior, tem dificultado o trabalho da empresa especializada e contratada para a sua retirada.

A vespa asiática é uma espécie exótica invasora, predadora de abelhas e altamente prejudicial para a produção de mel, agricultura e ecossistema em geral. Também designada por vespa velutina, é uma espécie nativa do Sudeste Asiático e entrou na Europa através de França, em 2004, tendo feito o percurso pela península Ibérica até chegar a Portugal, via Galiza, em 2011.

As autoridades recomendam às populações que estejam atentas e verifiquem armazéns agrícolas, casas antigas e árvores de grande porte nos quintais e jardins. Em caso de suspeita da presença de ninhos ou exemplares desta espécie, deve-se informar o Serviço Municipal de Protecção Civil ou as autoridades policiais.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1536
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1536
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo