Sociedade | 10-01-2022 12:00

Passeio ribeirinho de Alverca vai continuar no papel; empresas contestam valor do concurso

fotoDR

Nove empresas responderam ao concurso para construção da primeira fase do passeio ribeirinho de Alverca mas cinco recusaram-se a apresentar propostas por considerarem o preço estabelecido demasiado baixo. As quatro concorrentes apresentaram valores superiores e o concurso tem de ser revisto.

Cinco das nove empresas interessadas na construção da primeira fase do passeio ribeirinho de Alverca desistiram do concurso público lançado pela Câmara de Vila Franca de Xira, por considerarem que o valor base estabelecido é demasiado baixo. O município colocou a empreitada a concurso por seis milhões e 33 mil euros e as quatro empresas que apresentaram propostas fizeram-no com valores acima do pretendido, duas delas por mais um milhão de euros. A situação vai levar o município a rever o valor da empreitada.
A Tecnorém e a Oliveiras SA apresentaram propostas superiores a sete milhões de euros e outras duas, CME e Visabeiras, também valores acima do proposto, de seis milhões e 900 mil euros e seis milhões e 200 mil euros respectivamente. A obra um prazo de execução previsto de 1.300 dias. O executivo camarário já revogou a intenção de contratar para que os parâmeros do concurso possam ser revistos.
“Nenhuma empresa apresentou uma proposta dentro do nosso valor e a construção do passeio ribeirinho é uma das nossas prioridades. Estamos a ver se existe a possibilidade de recorrer a outras figuras processuais de contratação mas isto é resultado de uma tendência que se tem agravado. Com a aceleração da economia os custos das empreitadas estão cada vez maiores”, lamenta o presidente do município, Fernando Paulo Ferreira.
Este é um problema que tem também afectado outras empreitadas um pouco por toda a região como O MIRANTE noticiou recentemente. Depois de pronto na totalidade o passeio linear ribeirinho de Alverca, recorde-se, vai ter um custo superior a dez milhões de euros, pagos integralmente pela câmara sem recorrer a fundos comunitários.
Actualmente os torços de passeios ribeirinhos existentem no concelho de Vila Franca de Xira têm uma extensão de 12 quilómetros, situando-se entre a sede de concelho e Alhandra, entre a Póvoa de Santa Iria e o limite do concelho de Loures e entre o Forte da Casa e a Póvoa de Santa Iria. Em Alverca, além do caminho abranger um corredor verde de 38 hectares, vão ser feitos acessos superiores, pedonais e rodoviários.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo